Artigos e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Alimentação de Vacas Secas

As vacas possuem, normalmente, um período de pré-parto que dura cerca de dois meses. O intervalo entre as gestações é de aproximadamente um ano e a vaca costuma amamentar por, mais ou menos, dez meses.
O procedimento de secar a vaca deve acontecer 60 dias antes do parto, para que sua glândula mamária seja recuperada antes da próxima lactação. É recomendável, ainda, que, na secagem, seja feita a terapia da vaca seca, para que não ocorra a mastite, na lactação seguinte.  
 
No final da gestação, cerca de 60 dias antes do parto, a placenta e o feto absorvem os nutrientes, numa taxa de cerca de 500g/dia. Nesse caso, o restante, 500g/dia são direcionados para o ganho de peso da vaca, se se considerar 1,0 kg/vaca/dia, em ganho de peso vivo.
 
Caso a vaca esteja magra, no início do período pré-parto, fica difícil recuperá-la em tão pouco tempo. É necessário que a alimentação pré-parto para ela seja iniciada durante o último terço da lactação. Essas vacas devem ser agrupadas em um lote especial, para recuperá-las mais rapidamente, antes da secagem.
 
Vacas magras precisam de mais energia, ao passo que para aquelas em boa condição corporal, a necessidade de energia é menor.
 
É bom salientar que não se conseguem ganhos de peso elevados sem a utilização de ração concentrada na dieta.

O estado nutricional da vaca ao parto e a dieta fornecida pós-parto irão determinar o consumo voluntário, a magnitude de mobilização de reservas corporais (perda de peso) e os problemas metabólicos e reprodutivos que podem ocorrer no início da lactação. Dessa forma, ficam mais sujeitas a problemas metabólicos, com prejuízos na produção de leite e no período de serviço. Animais que recebem dieta muito rica em energia pré-parto ou recebem reforço alimentar nesse período são mais susceptíveis a febre do leite, cetose, partos distócicos, metrites, retenção de placenta, deslocamento de abomaso e problemas reprodutivos.

Uma vez que uma dieta de boa qualidade esteja disponível, à vontade, para vacas em início de lactação, a condição corporal ao parto entre 2 e 4 (escores variando de 1 para vacas muito magras até 5 para aquelas muito gordas) não afeta a produção de leite.
 

 

Fonte: Revista Alimentação Animal e Bichonline

Adaptação:   Equipe CPT Cursos Presenciais

Autor(a): Adaptação: Equipe CPT - Cursos Presenciais

Data: 17/11/2011


Quero receber promoções
  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut

Artigos relacionados!
Gostaria de receber informações sobre nossos cursos? Preencha os campos abaixo:





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
Preencha os campos abaixo para receber informações completas de promoções e descontos.





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro