Artigos e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
O que Devemos Saber Sobre o Manejo Nutricional?

Alguns aspectos da alimentação e do manejo também são importantes por interferirem diretamente no consumo e no desempenho dos animais, porém são difíceis de serem quantificados. Segue abaixo uma série de características de um programa de alimentação que pode afetar a utilização de uma ração balanceada e que devem ser consideradas nos cálculos:

1. Palatabilidade dos alimentos utilizados;

2. Frequência de fornecimento da dieta;

3. Método de fornecimento (dieta completa, concentrado separado);

4. Alimentação individual ou em grupo;

5. Frequência de limpeza do cocho;

6. Instalações (espaço de cocho, tipo de piso, sombreamento);

O conhecimento ou a correta predição do consumo é primordial para o correto balanceamento. Quando formulamos uma dieta, trabalhamos com porcentagens de nutrientes no total de matéria seca que o animal ingere. Abaixo estão apresentados dois animais com diferentes capacidades de ingestão e qual deverá ser a composição da dieta.

A estimulação do consumo, além de proporcionar maior produção pelos animais, permite a substituição de insumos nobres como o milho e o farelo de soja por sub-produtos com menor teor de energia ou de proteína, ou até mesmo reduzir a proporção de alimento concentrado em relação ao volumoso. Diversas ações de manejo têm demonstrado efeito positivo sobre o consumo de alimento por animais confinados, como o aumento na frequência de trato e a limpeza de cocho. O simples fato de mexer a dieta no cocho já desperta o interesse do bovino que retorna a alimentar.

Com relação ao método de fornecimento, a utilização de dieta completa, além de facilitar o balanceamento por garantir que os animais estão consumindo todos os alimentos de forma proporcional, também garantirá um adequado ambiente ruminal. A presença da forragem junto com o concentrado estimula a ruminação e a salivação do animal, o que mantém o pH do rúmen em níveis aceitáveis (5,8 a 6,4) auxiliando assim na prevenção de distúrbios metabólicos como a acidose.

Para propriedades que não apresentam vagão forrageiro (implemento para mistura e distribuição de alimento no cocho) a distribuição e a mistura dos alimentos deve ser feita manualmente pelo funcionário responsável pelo trato dos animais. Quando esta mistura manual não é feita adequadamente ou o vagão forrageiro está desregulado, os animais terão a possibilidade de selecionar alguns ingredientes, o que pode interferir o desempenho e a saúde do animal.

Para as propriedades que adotam o fornecimento de alimentos concentrados separado dos alimentos volumosos, aumenta-se o risco de distúrbios metabólicos, pois a rápida fermentação do amido promove o abaixamento do pH ruminal a níveis críticos (<5,8) em poucas horas.

Nestas condições, devemos utilizar ingredientes (grupo dos aditivos) que auxiliam na modulação do pH como bicarbonato de sódio, óxido de magnésio, ionóforos, virginiomicina, levedura e outros.

O mesmo cuidado deve ser dado na mistura dos ingredientes para a produção de concentrados. De nada adianta utilizar ingredientes de alta qualidade se não obtivermos uma ração totalmente homogênea capaz de fornecer aos animais diariamente, todos os nutrientes e em quantidades adequadas para que possam expressar suas capacidades produtivas. Normalmente, o tempo recomendado para mistura com o objetivo de conseguir um concentrado homogêneo é de 12 a 15 minutos, para os misturadores verticais, e de 4 a 6 minutos para os misturadores horizontais, porém, o tempo ideal de mistura deve ser determinado periodicamente para melhor eficiência de utilização do misturador. A performance do misturador pode ser alterada devida a fatores como:

• Tempo de mistura;

• Forma e tamanho das partículas dos insumos;

• Massa especifica dos ingredientes;

• Partes quebradas ou desgastadas do misturador;

• Quantidade de concentrado em mistura (carga do misturador);

Há várias maneiras de se determinar o tempo ótimo de mistura, mas todos os métodos se baseiam em análises de diferentes amostras, coletadas em um misturador em funcionamento e em intervalos regulares de tempo e em várias partes do misturador.

Fonte: Apostila CPT Cursos Presenciais

Adaptação:   Equipe CPT Cursos Presenciais

Autor(a): Marcelo Ribas

Data: 25/05/2010


Quero receber promoções
  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut

Artigos relacionados!
Gostaria de receber informações sobre nossos cursos? Preencha os campos abaixo:





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
Preencha os campos abaixo para receber informações completas de promoções e descontos.





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro