Artigos e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Encefalopatia espongiforme transmissível: Doença neurológica que acomete bovino

 

A encefalopatia espongiforme transmissível (BSE) também conhecida como doença ou mal da vaca louca é uma doença neurológica que acomete bovino e, tem sido relacionada com a doença de (CJD) em humanos, além de outras encefalopatias causadas por príons (proteínas anormais que interagem com o material genético do hospedeiro).

Em 1986 quando ocorreu à morte de diversos bovinos em consequência de uma doença neurológica desconhecida, a doença passou então a ser diagnosticada.

A doença virou uma epidemia, em 1990, no rebanho bovino passando a afetar os seres humanos.

A causa principal da incidência da BSE está relacionada com a utilização de alimentos expostos ao príon, que são fornecidos aos bovinos. O inicio da degeneração cerebral pode levar de 1 até 8 anos, pois o período de incubação varia muito. Sua patogenia não está esclarecida, no entanto, existem teorias de que após a ingestão do príon, o agente replica-se no sistema linforreticular, migrando, em seguida, para o sistema nervoso central, através dos nervos periféricos.

Os indícios da doença não são muito evidentes, estando relacionados principalmente ao comportamento do animal. A evolução e a intensidade dos sinais aumentam com o tempo, sendo que esse pode variar de semanas a meses, de modo que na maior parte dos casos, o animal morre dentro de três meses.

Os principais sintomas apresentados são: menor tempo de ruminação, aumento na frequência de lambidas no focinho, espirros, contração do focinho, esfregar da cabeça, ranger de dentes e sensibilidade aumentada.

No homem a BSE adquire as características da CJD caracterizando-se por uma infecção generalizada do cérebro devido à multiplicação da infecção em outras partes do organismo, sendo invariavelmente fatal.

A confirmação do diagnóstico nos animais é feito apenas através de exames histológicos do cérebro. Deve ser realizada também, a diferenciação quanto à hipomagnesemia, acetonemia nervosa, raiva, intoxicação por chumbo, poliencefalomalácia, abscessos cerebrais e espinhais e encefalopatia hepática.

Como não existe um tratamento que seja eficaz, o controle é feito pela não utilização de produtos proteicos proveniente de ruminantes na dieta de bovinos. Além desta medida, deve ser evitado que  a carne e o leite de animais contaminados, ou de locais que não adotam esta medida, sejam utilizados na alimentação humana. 

 

Fonte: Info Escola

Adaptação:   Equipe CPT Cursos Presenciais

Autor(a): Débora Carvalho Meldau

Data: 05/12/2012


Quero receber promoções
  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut

Artigos relacionados!
Gostaria de receber informações sobre nossos cursos? Preencha os campos abaixo:





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
Preencha os campos abaixo para receber informações completas de promoções e descontos.





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro