Artigos e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Genes, Memes e o Comportamento Equino

Para discorrer a respeito do comportamento equino é necessária prévia definição do termo comportamento:  conjunto de atitudes e reações observado nos indivíduos e retratado de modo geral por determinado grupamento social.


Estudos acerca da etologia equina (hábitos e comportamentos do cavalo) têm mapeado fronteiras relativas aos processos originais e também aos adquiridos, em decorrência da domesticação. O foco presente está dirigido para os procedimentos por meio dos quais seria possível conferir à relação homem/cavalo, modos de tornar a parceria cada vez mais eficiente e menos traumática.


A demarcação dos modos de proceder nas etapas de criação, manejo e treinamento, tem sinalizado maiores cuidados, sobretudo, a preocupação em corrigir ações identificadas como indesejáveis. É notório o movimento em busca de técnicas e condutas favoráveis ao melhor proveito dos potenciais oferecidos pelo cavalo, atitude louvável, promotora de resultados positivos.


Melhorias zootécnicas e funcionais atestam desenvolvimento promissor em boa parte das raças equídeas, confirmados pelo aperfeiçoamento morfológico e superioridade das performances. A influência dos memes sobre os genes tem realizado significativo avanço, provocado pelo aumento das atividades nas quais o cavalo é preparado sob critérios mais evoluídos, para desempenho de funções variadas e com exigências crescentes. A
mutabilidade memética tem velocidade superior à genética. A primeira é provocada por estímulos do meio e justificada pelo surgimento de aspectos comportamentais decorrentes de ações externas sobre o indivíduo. A segunda, como sabido, refere-se a alterações ocorridas no genoma (código genético), ou seja, nas informações que resultam em transformações, sejam quais forem. As repercussões da evolução memética ainda não podem ser mensuradas, entretanto são constatáveis, além de irrefutáveis.


A herdabilidade comportamental é fato inconteste. A transmissão de habilidades funcionais, assim como as comportamentais, admitidas e reconhecidas em animais de diversas espécies, confirma o argumento exposto.
Criar, manejar e treinar cavalos com base em sistemas profissionais recomendáveis, não apenas assegura bons resultados, mas exerce significativo crédito às linhagens deste modo conduzidas. O estudo genealógico de cavalos que alcançaram destaque em suas atuações revela a natureza de seus genes e memes.


As ações do homem sobre o cavalo constituem fator preponderante promotor da evolução memética equina. Quanto mais qualificado estiver o homem para exercício das funções que regem atividades equestres, mais positiva a influência relativa aos memes. O comportamento do equino domesticado espelha o ser humano incumbido da domesticação, realidade indiscutível ao observador atento.


A capacitação do horseman prossegue como elemento diferenciador das intenções de prestar benefícios significativos à equideocultura.

Fonte: Artigo cedido pelo próprio autor

Adaptação:   Equipe CPT Cursos Presenciais

Autor(a): Paulo Guilhon

Data: 21/03/2011


Quero receber promoções
  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut

Artigos relacionados!
Gostaria de receber informações sobre nossos cursos? Preencha os campos abaixo:





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
Preencha os campos abaixo para receber informações completas de promoções e descontos.





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro