Artigos e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Micotoxinas: Controle e Gestão nos Alimentos para Animais

Muitas estratégias podem ser usadas para controlar a contaminação por micotoxinas na ração animal. Evitar a monocultura irá minimizar a captura de esporos de fungos no solo e reduzir a possível contaminação por micotoxinas das lavouras. O cultivo do solo também reduz a contagem de esporos de fungos no solo e a possibilidade de micotoxicoses. Os fungicidas podem ser aplicados no campo, na pré-colheita, para controlar o crescimento de fungos. As cepas de plantas geneticamente resistentes à infestação fúngica também podem ser exploradas para minimizar a contaminação. Os grãos podem ser processados para remover as impurezas leves. As pequenas frações de grãos quebrados muitas vezes são as partes mais contaminadas de grãos de cereais, na medida em que os revestimentos exteriores naturais de proteção são violados. Os
inoculantes para silagem reduzem o pH da silagem. Isso mata esporos de bolor e estabiliza a silagem. Os inibidores dos fungos podem similarmente baixar o pH de grãos com umidade elevada em armazenamento para evitar a deterioração ao longo do tempo.

As enzimas especializadas de grau alimentar podem ser eficazes contra micotoxinas individuais, mas vários  co-contaminantes são demasiadamente complexos para utilizar esta abordagem. Os adsorventes de micotoxinas são mais adequados para os desafios com multiples micotoxinas observados na alimentação de ruminantes. Os adsorventes
de micotoxinas podem ser inorgânicos, polímeros de sílica, ou polímeros orgânicos de carbono. Estudos sobre alimentação de gado leiteiro com um TMR contendo múltiplas micotoxinas Fusarium (principalmente DON (desoxinivalenol, vomitoxina)) indicou que o efeito mais importante de tais dietas foi a imunossupressão. Isso pode resultar em problemas de saúde prolongados no rebanho, animais que não respondem aos medicamentos e falha nos programas de vacinação. O declínio da saúde do rebanho é provavelmente o maior custo econômico das micotoxinas de origem alimentar. O uso de
um adsorvente polimérico glucomanano impediu grande parte da imunossupressão.

Elevações nas concentrações de uréia no sangue também foram observadas. A uréia elevada no sangue também foi observada quando os bezerros de vitela alimentados com grãos receberam milho contaminado com DON. Composição da carcaça inferior também foi observada quando as dietas contaminadas foram administradas. A alimentação de cavalos com concentrados contaminados causou uma redução no consumo de ração e índices de lesões no fígado. Um adsorvente de micotoxinas novamente preveniu estes efeitos. Inúmeras estratégias podem minimizar a contaminação dos alimentos por micotoxinas. Quando a contaminação com micotoxinas não pode ser evitada, os adsorventes de micotoxinas podem ser uma ferramenta muito eficaz para prevenir a redução do desempenho animal.
 

Fonte: CPT Cursos Presenciais

Adaptação:   Equipe CPT Cursos Presenciais

Autor(a): Trevor K. Smith, Ph.D., P.Ag.,

Data: 22/06/2012


Quero receber promoções
  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut

Artigos relacionados!
Gostaria de receber informações sobre nossos cursos? Preencha os campos abaixo:





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
Preencha os campos abaixo para receber informações completas de promoções e descontos.





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro