Artigos e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Tratamento de Cancro em Cães e Gatos

O Cancro é uma doença proveniente de um crescimento incontrolável no organismo de células sem um objetivo definido. Normalmente, o sistema imunitário dos animais é capaz de destruir essas células, mas devido a uma série de fatores algumas células conseguem vingar e multiplicar-se, originando o Cancro. Os termos cancro, neoplasia, tumor, são sinônimos.

O cancro tornou-se uma doença, relativamente, frequente em cães e gatos, sobretudo nos que têm mais de cinco anos. No entanto, atualmente, é possível a sua cura completa, e nos animais em que não se consegue a cura total é possível mantê-los com uma boa qualidade de vida durante muito tempo.

O Cancro não é uma doença isolada, pois pode desenvolver-se a partir de qualquer tecido no organismo, resultando em vários tipos de cancro. Algumas formas de cancro têm a capacidade de se espalhar para outras partes do corpo, que estão muitas vezes localizadas longe do local de origem. Isso ocorre quando as células tumorais entram na circulação sanguínea e/ou linfática e são transportadas para outros órgãos. Esses são os considerados cancros malignos.

Geralmente, é essa disseminação que provoca os sintomas da doença e que conduz à morte. Quando um cancro se espalha dessa forma, dizemos que “Metastiza”. Nem todos os cancros têm a capacidade de metastização, mas podem provocar lesões significativas devido ao seu crescimento e invasão nos tecidos locais. Os tumores que não passam por esse processo e não são invasivos são considerados de benignos.

Tumor é um termo geral para Cancro, seja ele maligno ou benigno. O aparecimento de certos tipos de tumor está, muitas vezes, relacionado com a idade, com o sexo e mesmo com a raça. No entanto, apenas o Médico Veterinário poderá fazer o diagnóstico correto de qualquer doença cancerígena, pois as causas do aparecimento dos tumores são muito variadas, podendo ser de origem viral, genética e também devido à exposição de agentes cancerígenos que podem ser ingeridos ou ambientais.

Os sintomas do Cancro também são muito variados, uma vez que muitos órgãos podem ser afetados, e durante a fase inicial podem ser inexistentes. No caso dos tumores na pele, é mais fácil o seu diagnóstico, pois o crescimento dos tumores é, facilmente, observado pelo dono e, muitas vezes, durante o exame clínico pelo Médico Veterinário é possível sua detecção. Outros sinais da doença podem ser: o aumento do volume dos gânglios linfáticos, falta de apetite, inatividade, vômitos, diarreia, etc. Muitas vezes é necessária a realização de exames complementares de diagnóstico, tais como análises sanguíneas, radiografias, biópsias, etc. Contudo, quanto mais precoce for o seu diagnóstico, maiores são as probabilidades de sucesso no tratamento da doença.

Atualmente existe uma série de meios de tratamento disponíveis, desde a operação para extrair o tumor até a administração de agentes quimioterápicos.

Uma boa nutrição durante as primeiras fases do cancro e ao longo do seu tratamento tem grande importância para a garantia do sucesso do tratamento. A maioria dos pacientes com cancro apresenta alterações importantes na ingestão dos alimentos, no metabolismo dos nutrientes e nas necessidades energéticas. A causa provenientes dessas alterações é um síndrome que acompanha o cancro, chamada Caquexia do Cancro. O tratamento nutricional é um componente chave para reduzir essa síndrome, a fim de que se possa controlar os cancros malignos, pois a caquexia do cancro afeta de forma significativa a qualidade de vida do animal doente, a sua capacidade para suportar a quimioterapia e tempo de sobrevivência.

Considerando que muitos animais com cancro apresentam falta de apetite e comem em menor quantidade, um dos principais objetivos de uma boa nutrição deve ser proporcionar um alimento com elevada palatabilidade e com elevada densidade energética. O mais apropriado é que a dieta contenha uma maior percentagem de proteínas e de gordura, e teor em carboidratos reduzido, pois os tumores apenas conseguem obter energia a partir dos carboidratos, enquanto que os animais conseguem obtê-la a partir das proteínas e das gorduras. Além disso, o aconselhamento do Médico Veterinário, quanto ao melhor alimento a dar ao cão ou ao gato que sofre de Cancro, é também de grande importância.

Fonte: Purina Petlife

Adaptação:   Equipe CPT Cursos Presenciais

Autor(a): Purina Petlife

Data: 23/08/2012


Quero receber promoções
  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut

Artigos relacionados!
Gostaria de receber informações sobre nossos cursos? Preencha os campos abaixo:





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
Preencha os campos abaixo para receber informações completas de promoções e descontos.





Confirmação

O CPT Cursos Presenciais garante a você total segurança e confidencialidade em seus dados pessoais.
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro