Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Espanha conhece experiência brasileira em biocombustíveis

A experiência brasileira na área de biocombustíveis é um dos destaques do seminário “Desenvolvimento da produção de biocombustíveis, açúcar e suas relações com o meio ambiente na Iberoamérica”. O evento ocorre de 23 a 27 de junho, na Casa do Brasil, em Madrid, na Espanha. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), é uma das instituições brasileiras participantes. A idéia é promover o debate técnico e de pesquisa em torno da realidade da produção de etanol e biodiesel nos países da América Latina e suas implicações no desenvolvimento sustentável da região. O pesquisador Fábio César da Silva, da Embrapa Informática Agropecuária (Campinas – SP), é um dos coordenadores técnicos do seminário e fará apresentação sobre o cultivo da cana-de-açúcar e os aspectos que a tornam uma das melhores matérias-primas para a indústria de álcool e de açúcar, bem como os processos industriais pelos quais ela passa até chegar a esses produtos finais, além de suas relações ambientais. A apresentação, dentre outros assuntos, vai destacar os avanços tecnológicos dos sistemas de produção de cana-de-açúcar, partindo do plantio de variedades adaptadas aos ambientes de produção, modelos e variedades que apresentam maior produtividade. Também vai mostrar os impactos técnicos, econômicos, sociais e ambientais da produção de biomassa energética no campo e suas implicações na eficiência energética da fabricação e qualidade de álcool e açúcar. O tema interessa aos pesquisadores e instituições espanholas. “Na Europa, não há especialistas em operações unitárias de açúcar–de-cana”, destaca. Do lado brasileiro haverá ainda a participação do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). O seminário é organizado pela Embrapa, em conjunto com a Escola Técnica Superior de Engenheiros Agrônomos da Universidade Politécnica de Madrid e a Casa do Brasil e conta também com a colaboração da Editorial Agrícola Española, Fundación Carolina e Câmara de Comercio Brasil-España. Experiência brasileira A União Européia tem a meta de substituir, no setor de transportes, 5,75% da gasolina até 2010 e 10% do diesel até 2020 por etanol e biodiesel, respectivamente. Lá, a possibilidade de cobrir a demanda a partir da produção própria de matéria-prima é limitada. Por isso, países como a Espanha estão interessados na experiência de países iberoamericanos, para consolidar programas, metas e projetos nacionais destinados a melhorar, diversificar e consolidar suas matrizes energéticas, ao mesmo tempo em que avançam na solução dos problemas ambientais. Entre esses países, o Brasil é o que tem mais experiência, principalmente no que diz respeito ao etanol. Atualmente, o país tem uma produção de aproximadamente 20 bilhões de litros e substitui mais de 50% de seu consumo de gasolina. Já as pesquisas com relação ao biodiesel são mais recentes, mas já garantem a substituição de 3% de todo o diesel comercializado no país. -- Vitor Moreno (DRT 38057/SP) Assessoria de Comunicação Social – Embrapa Telefone: (61) 3448-4039 E-mail: vitor.moreno@embrapa.br

Fonte: Embrapa

Data: 19/06/2008

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro