Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Chuvas não prejudicam área agrícola na região de Cornélio Procópio (PR)

Levantamento do Núcleo Regional da Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento (Seab) mostra que apenas neste mês de agosto já choveu o equivalente a 100 milímetros em Cornélio Procópio. Apesar das chuvas estarem acima da média normal, não há risco de prejuízos na área agrícola da região que abrange 23 municípios. A afirmação é do economista do Deral (Departamento de Economia Rural), Santo Pulcinelli Filho. Segundo ele, os agricultores estão otimistas com relação ao início das colheitas de milho safrinha e de trigo a partir da segunda quinzena de agosto. O técnico frisou que as duas culturas não foram prejudicadas com a estiagem. A região de Cornélio Procópio continua predominante nas plantações de milho, soja e trigo, apesar de muitos produtores terem optando para a fruticultura nos últimos anos. O economista ressaltou que houve, inclusive, aumento na área de plantio de trigo na região de Cornélio Procópio. Segundo ele, nos 23 municípios da área de abrangência do Núcleo Regional da Seab local foram plantados cerca de 170 mil hectares de trigo. Quanto ao milho, Santo Pulcinelli Filho afirmou que foram plantados 100 mil hectares da "safrinha". Ele adiantou que está mantida produtividade entre 5,5 e 6 mil toneladas por hectare plantado para o milho. No tocante a soja também está mantida a produtividade entre 2,700 e 2,900 toneladas por hectare. O economista assinalou ainda que, as condições climáticas têm sido benéficas para o perfeito desenvolvimento dessas culturas tradicionais na região de Cornélio Procópio. Ele lembrou que o Estado do Paraná deverá colher este ano mais de 31 milhões de toneladas de grãos. "Isso representa 21.6% da produção nacional estimada em 145 milhões e 100 mil toneladas", observou. O especialista assinalou ainda que, o Paraná continua sendo líder na produção de milho, trigo e feijão e ocupa o segundo lugar na produção de soja. O economista do Deral também aposta no crescimento da agricultura familiar a partir de 2009, com a destinação de mais recursos oficiais. De acordo com ele, serão colocados à disposição dos agricultores familiares recursos de R$ 13 bilhões e para agricultura tradicional R$ 65 bilhões, totalizando R$ 78 bilhões no ano que vem. Para o técnico, esse volume de dinheiro está dando ânimo novo aos produtores rurais que finalmente começam a receber maior atenção por parte do governo federal. Filho disse que essa disponibilidade de recursos é muito importante, principalmente para os produtores rurais de uma região eminentemente agrícola como a de Cornélio Procópio que tem nesta área a sua maior fonte de riqueza. FRUTAS - O técnico do Deral afirma também que, a região de Cornélio Procópio tem hoje uma área plantada de pelo menos 6 mil e 500 hectares de frutas, com destaque para a banana que ocupou espaço de 2 mil 839 hectares na safra de 2006, seguido da uva com mil e 48 hectares, abacate 346 hectares, laranja 191 hectares, pêssego 106 hectares e goiaba 36 hectares. Ele acredita, inclusive, em aumento na área plantada de frutas, uma vez que muitos produtores estão aderindo à fruticultura na região de Cornélio Procópio, desestimados com as culturas tradicionais (soja, milho safrinha e trigo) que são predominantes na área de abrangência do Núcleo Regional da Seab local. Por sua vez, o técnico da Emater Manoel Pessoa Lira disse que a fruticultura já é uma realidade na região de Cornélio Procópio, porque tem sido uma fonte maior de lucro para os produtores rurais, cansados de colher prejuízos com as culturas tradicionais.

Fonte: Agora Cornélio - PR

Data: 13/08/2008

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro