Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Goiás tem o 4º maior rebanho bovino

O rebanho bovino goiano, ao contrário do que ocorreu no País, onde houve crescimento de 1,3%, diminuiu 0,03%, ou seja 5 mil animais, em 2008, embora o Estado tenha se mantido na 4ª posição no ranking nacional. Já nas produções de leite (3º) e de ovos (6º) Goiás melhorou sua colocação no cenário. E manteve-se estável nas ofertas de frangos e de galinhas. Em termos de valor da produção da pecuária, Goiás ocupou a 5ª posição, atrás de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná. Em 2008, a soma dos produtos, com exceção de carnes, carcaças, peles e couros, atingiu a cifra de R$ 1,94 bilhão, valor 3,5% a mais do que o registrado em 2007: R$ 1,71 bilhão. (Ao apurar o valor bruto da produção, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística não computa as carnes). A Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM-2008), divulgada ontem pelo IBGE, mostra que o efetivo do rebanho bovino goiano somou 20,466 milhões de cabeças, ou seja, 10,1% do total nacional. O município de Nova Crixás, na região Norte, possuia, em 2008, o maior rebanho de Goiás, com 716,1 mil cabeças, e o 10ºmaior do País. Ele é o único município do Estado que figura na lista dos 20 maiores do Brasil. O diretor da Federação da Agricultura e Pecuária (Faeg), José Manoel Caixeta, lembrou que, em 2008, a oferta de animais foi menor em função do reflexo dos abates de matrizes, ocorridos nos anos anteriores. Ele prevê que 2009 será um ano ainda pior porque, em função da crise financeira internacional, muitos frigoríficos encerraram suas atividades, o preço da arroba do boi ficou defasado e caiu em 20% o número de animais confinados no Estado. Leite Na produção de leite, Goiás ganhou uma posição em 2008, desbancando o Paraná, ficando atrás apenas de Minas Gerais e Rio Grande do Sul. O Estado produziu 2,87 bilhões de litros, um aumento de 8,7% na comparação com os dados de 2007. Piracanjuba figurou como o principal produtor goiano de leite e o 3º no ranking nacional, com 107,94 milhões de litros. Entre os 20 maiores municípios brasileiros figuraram ainda Morrinhos, com 80,81 milhões de litros, e Rio Verde com 75,6 milhões de litros. Em âmbito nacional, os maiores produtores, naquele ano, foram Castro (PR) e Patos de Minas (MG). O pecuarista José Renaldo Franco, de Jataí, lembra que 2008 foi um ano bom para o produtor de leite. “Investimos em tecnologia para garantir mais produtividade, produção e qualidade. O reflexo foi a maior oferta de leite e a melhoria da posição de Goiás no ranking nacional divulgado pelo IBGE”, diz. Ele sugere que o governo insira o leite na merenda escolar como forma de aumentar o consumo e estimular ainda mais a produção nacional.

Fonte: Agrolink - O Popular

Data: 20/11/2009

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro