Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Diagnóstico de gestação em vacas e éguas pode ser feito por palpação retal

O diagnóstico de gestação em vacas e éguas pode ser feito por palpação retal, devido ao grande porte do animal. O exame é rotina em campo, e também pode ser chamado de toque, o procedimento baseia-se no conhecimento da anatomia da genitália e na evolução fisiológica (transformações anatômicas) da gestação.

O exame de palpação pode ser feito a partir de 28 dias, o polegar é passado de um lado do corno uterino e os demais dedos do outro lado, com a finalidade de avaliar o diâmetro do corno. Nesta fase, a gestação é caracterizada por uma estrutura túrgida, de espessura discretamente maior em relação ao corno uterino não gestante.

Durante a gestação as características que podem ser observadas pela palpação retal são:

28 dias: geralmente só é viável em novilhas, é caracterizado por apresentar um espessamento da vesícula embrionária no corno uterino gestante;

32 dias: realiza-se o beliscamento (deslizamento do corio-alantóide sobre a parede do útero) demonstrando a presença de paredes duplas. Esse procedimento deve ser realizado no corno oposto ao do corpo lúteo, onde se encontra o embrião, para que este não seja lesionado. Nesse período a placenta já se expandiu pelos dois cornos;

45 dias: a assimetria é evidente e denomina-se pequena bolsa;

90 dias: o útero pode ser contornado, em toda sua extensão, com a mão, e chama-se grande bolsa; 

120 dias: o útero toma forma de balão e não se consegue passar a mão por debaixo dele; encontra-se distendido e tenso;

5 meses: a cérvix está pesada e afunilada para baixo e essa fase é denominada fase de descida;

6 meses: o feto atinge a base do abdômen; 7 meses: o feto começa a voltar para a cavidade pélvica, palpa-se a cabeça do feto, denomina-se fase de subida;

8 meses: o feto começa a se posicionar para o parto.

Quando ocorre morte fetal, aborto ou puerpério inicial onde o útero se encontra profundamente na cavidade abdominal e não se palpa feto, pode haver dificuldades de diagnosticar gestação ou anormalidades entre 5 e 6 meses de gestação.

A ultra-som também pode ser utilizada mas, é recomendado quando se necessita diagnóstico precoce, em situações de perdas de gestação, problemas de infertilidade e monitoração de saúde fetal. Os benefícios da ultra-som são: descarte de vacas vazias (seleção por fertilidade); destinar melhor potreiro para as gestantes; comercialização: gestantes com atestado e vazias para descarte; monitoramento de perdas de gestação (mortalidade embrionária e abortos) e tomando decisões diagnósticas para seu controle; descarte de vacas com gestação inadvertida (“cria roubada”) para aliviar lotação de potreiros de acasalamento; remover as vacas com gestação precoce (25 dias), progressivamente, dos potreiros de inseminação, através de ultra-sonografia, aliviando a lotação e evitando perda de peso do lote (estiagem no verão). Porém, a partir dos 45 dias de gestação, a técnica mais apropriada para o diagnóstico é a palpação retal.

Fonte: Grupo Cultivar

Data: 09/04/2013

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro