Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Diarreia viral bovina

A diarreia viral bovina está presente em todo mundo, traz inúmeros prejuízos econômicos aos produtores, principalmente em relação à produção, causando alterações: na infertilidade, na repetição de cios, abortamentos, má formações, entre ouros. O vírus da diarreia pertence à família Flaviviridae do gênero Pestivirus.

Esta infecção pode ser aguda e geralmente apresenta um quadro clínico trazendo perdas na fertilidade. O vírus penetra pela via oral nasal e replica-se no trato respiratório. A diarreia geralmente ocorre dois dias após a infecção e pode durar até 15 dias. Os anticorpos induzidos podem persistir por anos ou ainda por toda vida do animal.

A transmissão ocorre por meio de animais doentes, com sua descarga nasal, saliva, sêmen, fezes, urina, lágrima e leite. O diagnóstico pode ser feito através da detecção de anticorpos no soro ou no leite do animal. Para se evitar a transmissão é necessária a eliminação dos animais doentes.

A vacinação tem sido largamente utilizada com o vírus vivo modificado, as vacinas são seguras inclusive em vacas prenhas, porém a imunidade fetal é por curto tempo. É recomendada a repetição da vacina, uma vez que não existe tratamento para a diarreia viral bovina.

 

Saiba como interpretar os sinais clínicos manifestados pelo animal. Clique aqui.

Fonte: Agrolink

Data: 14/10/2016

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro