Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Mastite bovina e os prejuízos na pecuária leiteira causados pela doença

A mastite ou mamite bovina é a doença mais comum na pecuária leiteira e, embora seja uma doença de origem microbiana, o meio ambiente e o próprio animal pode colaborar para o surgimento da doença. Os tipos de germes que causam a infecção das mamas são poucos, outros somente invadem o úbere, quando estes sofrem lesões variadas, ou não penetram diretamente no úbere, são levados pelos cânulos mamários ou alargadores de tetas.

Outros aspectos como a alta produção de leite, número de lactações, idade, ou seja, quanto mais velho for o animal, maior será a predisposição para o aparecimento da doença, também interferem no desenvolvimento da mastite.

Na mastite clínica ou aguda, observada a olho nu, causa o inchaço do úbere, que fica avermelhado, dolorido e quente; o leite apresenta-se aguado ou grosso, com coloração amarelada, com flocos ou coágulos; à medida que a vaca diminui a produção de leite, diminui o apetite e perde peso. Já na mastite subclínica, quando não são observados esses sintomas, a doença só poderá ser detectada através de exames laboratoriais ou testes executados ao pé da vaca.

Os prejuízos causados pela doença são: diminuição da produção de leite; perda de um ou mais quartos do úbere; acidez do leite, quase sempre rejeitado pelos laticínios; desvalorização comercial da vaca leiteira, que passa a ser animal de corte; pode causar a morte do animal, por infecção irreversível.

O diagnóstico precoce da doença (mamite clínica) é feito através do teste da caneca telada ou de fundo preto, deve ser feito diariamente, antes da ordenha. Já a mamite subclínica é diagnosticada pelo teste californiano (C.M.T.). Porém, o melhor tratamento para a mamite é a prevenção uma vez que instalada, a doença é de difícil cura, e quando curada, a produção de leite nunca será como antes. 

Fonte: Karol Santana

Data: 11/09/2013

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro