Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Uso da ultrassonografia e palpação transretal na reprodução equina

A reprodução equina apresenta margem de sucesso maior se os criadores fizerem uso da ultrassonografia e palpação transretal. Isso porque com a ultrassonografia é possível visualizar as estruturas e trabalhada junto à palpação transretal é possível detectar alterações morfológicas e anatômicas, normais ou patológicas dos tecidos moles e de todos os órgãos explorados.

Através do exame ultrassonográfico é possível estimar o ciclo estral da fêmea, e também determinar se o animal está em anestro, diestro ou estro pela visualização de folículos, número e tamanho, associado à visualização ou não do corpo lúteo.

Com a mensuração dos folículos é possível obter maior sucesso na programação do dia em que será realizada a inseminação artificial ou monta natural, facilitando dessa forma o uso dos garanhões e também do sêmen resfriado.

Com o uso da ultrassonografia e palpação transretal também é possível observar os folículos anovulatórios que indicam a condição patológica incompatível com a gestação, podendo ser encontrados em alguns animais, principalmente no início e no final da estação de monta.

 

Quer aprender a técnica de exame transretal em equinos? Confira.

Quais os princípios básicos ultrassonografia?

 Como interpretar as alterações que ocorrem nos ovários e no útero ao longo do ciclo estral da égua?

 

Fonte: CPT Cursos Presenciais

Data: 17/01/2014

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro