Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Saiba mais sobre a influenza equina

A influenza equina é uma doença causada por vírus, contagiosa é contraída por inalação e comumente ataca animais de um a três nos de idade.

O vírus pertence à família dos ortomixovíruse existemdois subtipos, influenza A/Equi-1 e influenza A/Equi-2, que sãoclassificados de acordo com as características antigênicas das glicoproteínas de superfície, a hemaglutinina (HA) e a neuraminidase (NA). Os vírus A/Equi-1 possuem uma H7HA e uma N7NA e os vírus A/Equi-2, uma H3HA e uma N8NA.

Os vírus sofre mutação antigênica, porémo A/Equi-1 sofre menos e são mais antigenicamente estáveis e menos patogênicos do que o A/Equi-2 que sofrem grande mutação antigênica.

Depois que o animal é contaminado, o vírus contamina as células epiteliais que envolvem as vias aéreas inferiores e superiores, essa contaminação causa a perda dos cílios.O desenvolvimento da doença é rápido, com 100% de morbidade em populações suscetíveis, mas a taxa de mortalidade é baixa em casos não muito graves, exceto em potros.

A doença causa tosse,secreção nasal, febre, depressão, letargia, inapetência, rigidez e edemaciamento de membros inferiores.Observado algum sintoma nos equinos testes de laboratórios devem ser feitos a fim de isolar o vírus, e dessa forma a doença pode ser confirmada e o tratamento providenciado.

Os animais doentes são isolados dos outros animais, a fim de reduzir o nível de vírus aos outros animais. Os equinos infectados não devem ser submetidos a estresse indevido e desnecessário,devem ficar em repouso total, poisassim há a redução da gravidade dos sinais clínicos, minimiza a excreção viral e encurta o período de recuperação.

Dever ser oferecido aos animais acometidos pela doença alimento e água de qualidade, medicamentos indicados por um profissional capacitado, também são utilizados no tratamento como drogas antiinflamatórias não esteróides (AINEs) que diminui a febre, elimina a mialgia e melhora o apetite.

Já existem no mercado vacinas para a influenza equina, porém as vacinas não evitam o contagio dos animais, ela somente ameniza e dificultaa possível contaminação do plantel.

Fonte: Agrolink

Data: 19/09/2013

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro