Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
A Radiologia na Medicina Veterinária

Assim como na medicina humana, a medicina veterinária também utiliza como método para diagnóstico a radiografia. O seu uso, portanto, não é luxo, mas crucial, principalmente nas emergências, afinal de contas o animal não diz onde está sentindo a dor ou o que engoliu. Todo hospital ou proprietário de pet deve, portanto, ter acesso a este aparelho.

O uso do aparelho de raio-x, além de importante, é complexo. Por isso, o médico veterinário, para operá-lo, necessita de no mínimo dois anos dedicados ao estudo do mesmo.

A lógica e a tecnologia deste recurso é praticamente a mesma utilizada em humanos, salvo o dimensionamento dos raios do aparelho, que pode ter ainda tamanhos variados, dependendo da utilização para animais menores, como cães e gatos, e maiores, como equinos.

Há cuidados no uso do aparelho de raio-x que precisam ser considerados, assim como nos exames realizados em humanos. É necessário, portanto, o isolamento do local, preparação da sala e uso de roupa adequada e protegida com chumbo durante o procedimento.

A medicina veterinária tem evoluído muito, pois além do raio X, da maneira como conhecemos, existem várias clínicas e hospitais que disponibilizam métodos ainda mais modernos e avançados, como a radiografia digital. O laudo pode ser entregue em um CD ao invés de filmes maiores. Isso, sem contar a precisão na visualização de tecidos, ossos e cartilagens. 

 

O eletrocardiograma é outra revolução da medicina veterinária para pequenos animais. Saiba mais.

Fonte: CRMV

Data: 24/06/2016

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro