Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Como destruir bactérias através da antibioticoterapia

O uso de antimicrobianos pode também ser denominado antibioticoterapia, que é a terapia medicamentosa utilizada no combate de infecções por bactérias, destruindo-as (antimicrobiano bactericida) ou paralisando-as (antimicrobiano bacteriostático), impedindo que a mesma continue a se reproduzir, causando ainda maiores danos ao organismo do animal.

Mesmo sendo uns dos maiores aliados do veterinário, o uso indiscriminado desses fármacos também é o maior desafio enfrentado pelo profissional. Como todo medicamento, deve ser utilizado de forma correta, ou seja, apenas através de uma prescrição médica, e não é atoa, pelo simples fato de que apenas pessoas que conhecem sua farmacodinâmica, farmacocinética, podem determinar o benefício que o mesmo exercerá em cada caso específico.  E o maior malefício proveniente da negligência ao lidar com esse material é a contribuição para o aumento da resistência das bactérias frente às drogas disponíveis, dificultando o controle das doenças.

Existem diversas formas de se aumentar a resistência de uma bactéria, dentre elas, dosagens insuficientes e administração do antibiótico inadequado são as mais comuns.

A dose e o tempo para o tratamento do animal são dois fatores indispensáveis para o combate à doença, dependendo diretamente de outras diretrizes, que são: o agente envolvido, o antimicrobiano utilizado, curso da doença, estado de debilidade do animal e até disponibilidade do proprietário para a realização do tipo de tratamento, deve ser levado em consideração. Tratamentos incompletos podem levar à morte dos antígenos mais fracos e, consequentemente, selecionar os mais fortes, formando uma gama de agentes ainda mais difíceis de serem combatidos, que se reproduzirão e não mais serão sensíveis aquele antibiótico, necessitando de outro tratamento mais longo e com uma droga mais forte.

Outro ponto forte que as pessoas pecam ao se considerarem aptas a curar seus animais em casa, é o não conhecimento de técnicas auxiliares de diagnóstico, como testes de sensibilidade “in vitro”, que é o antibiograma. Somente um exame de sensibilidade poderá informar a qual antimicrobiano a bactéria envolvida na infecção é susceptível.

A resistência antimicrobiana é um problema enfrentado por toda a medicina, tanto humana quanto animal, porém, na veterinária acaba se tornando ainda mais grave pelo fato de as pessoas, muitas vezes, não entenderem que seus animais são dignos dos mesmos cuidados, uma vez que são criaturas viventes da mesma forma, e uma pequena economia pode resultar na perda de algo muito valioso, que é a vida do animal.

Fonte: Revista impressa “Nosso Clínico – Medicina Veterinária para Animas de Companhia” / ANO 14 – Nº 84 – NOV/DEZ 2011 pág. 60.

Data: 25/07/2012

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro