Notícias e Informativos






O CPT Cursos Presenciais garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Erliquiose canina

Uma doença infecciosa, transmitida pelo carrapato (Rhipicephalus sanguineus), e que vem atacando cães de várias regiões do país, a Erliquiose Canina gera consequências distintas em cada fase da doença, as quais podem ser divididas em aguda (início da infecção), subclínica (quase sempre assintomática) e crônica (nas infecções mais desenvolvidas).

Sendo assim, de um modo geral, o animal pode apresentar, como sintomas, a hipertermia, que é a incapacidade do corpo manter-se na temperatura normal, depressão, anorexia, emagrecimento, sangramentos da pele, dentre outras.

A transmissão também pode ocorrer por conta do uso de seringas contaminadas, sendo que o agente causador da doença permanece em um período de 8 a 20 dias, em incubação. Em seguida, se espalhar no organismo através da corrente sanguínea.

O diagnóstico pode ser muito parecido com outras doenças, por isso, necessita ser realizado com exatidão.  A visualização da bactéria por meio de uma coleta de sangue ou testes sorológicos mais sofisticados são algumas opções.

Por isso, o sucesso do tratamento, quase sempre à base de antibióticos, vai depender do diagnóstico realizado o quanto antes.

A prevenção passa pela atenção aos animais doentes e controle do carrapato, como carrapaticidas, já que não existe vacina contra a enfermidade.

 

Exames laboratoriais são utilizados para a identificação do agente causador. Saiba mais.

Fonte: Cepav

Data: 12/09/2016

  • imprimir
  • contato
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas! Veja mais notícias »
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • You Tube
  • Linkedin
  • Bradesco
  • Master Card
  • Visa
  • Itaú
  • Site seguro