Camex: direito antidumping sobre importação do glifosato chinês cai para 2,9%

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A resolução que reduz o direito antidumping aplicado sobre a importação de glifosato da China, de 11,7% para 2,9% foi aprovada pelo Conselho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex). A reunião foi realizada nessa quinta-feira (3), em Brasília. O glifosato é matéria-prima usada na fabricação de herbicidas e, com a redução do direito antidumping sobre a importação do produto, devem cair também os custos do cultivo de milho e soja, usados na alimentação de aves e suínos, além de algodão e outros produtos agrícolas. A Camex definiu, ainda, os critérios de distribuição das cotas às empresas que exportam frango para a União Européia, que serão beneficiados com a diminuição da tarifa específica, conforme acordo com o bloco econômico. Noventa por cento do total da cota será dividido entre as empresas que já exportam, com base nas vendas dos últimos três anos e a divisão será feita de acordo com o total exportado por cada empresa nesse período. Os 10% restantes são uma reserva técnica, que poderá ser usada por outras empresas exportadoras ou por aquelas que esgotarem a sua cota. A medida entra em vigor a partir de outubro e, ao final de um ano, o tema será reavaliado.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 19 de setembro de 2018

Artigos Relacionados