Clima nos EUA melhora, e grãos caem em Chicago

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Novas previsões meteorológicas favoráveis ao desenvolvimento das lavouras em regiões produtoras do Meio-Oeste americano, sobretudo nos estados de Nebraska e Iowa – este último sofreu com fortes chuvas e inundações em junho – voltaram a provocar a queda das cotações de soja, milho e trigo na Bolsa de Chicago. Em dia de mudanças de contratos, os futuros da soja para setembro fecharam a US$ 15,28 por bushel, em baixa de 40,50 centavos de dólar. Os papéis do milho caíram 15,50 centavos de dólar, para US$ 6,6675 por bushel, enquanto os do trigo recuaram 7,50 centavos de dólar, para US$ 8,3475 por bushel. Para milho e trigo, a segunda posição passou a ser o dezembro. "As condições para a safra americana estão melhorando", disse Dave Marshall, do Toay Commodity Futures Group, de Illinois, à agência Bloomberg. Em junho, graças aos danos provocados pelas chuvas em áreas do Meio-Oeste, as cotações dos grãos subiram.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 16 de julho de 2008

Artigos Relacionados