Leite: preço em curva descendente

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os aumentos do preço do leite pago ao produtor começaram a perder força em junho, referente ao leite entregue em maio. Conforme pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, as médias de três estados subiram, a de outros três mantiveram-se praticamente estáveis e a de um, caiu. Na média dos sete estados produtores – Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia, Paraná, São Paulo, Goiás e Santa Catarina –, os laticínios pagaram R$ 0,7633 por litro (bruto), sem descontar frete, e 2,3% de Contribuição Especial da Seguridade Social Rural. De acordo com o estudo do Cepea, o reajuste aos produtores paulistas em junho foi de 3,64%, ligeiramente acima dos 3,52% registrados no mês anterior. Com isso, a média estadual chegou a R$ 0,805/litro, a maior deflacionada desde setembro de 2007. Em Minas Gerais, Paraná e em Santa Catarina os reajustes das médias mensais foram inferiores a 0,5%, sendo que em duas regiões mineiras as variações foram mesmo negativas em relação a maio. Quanto ao volume captado por laticínios/cooperativas, em maio houve redução de 3,13% frente a abril.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 3 de julho de 2008

Artigos Relacionados