Nutrição: Embrapa aponta os riscos da alta ingestão do ECG pelos bovinos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Recomendação refere-se ao uso correto do estilosantes-campo-grande (ECG). Na última terça-feira, 15 de julho, a Embrapa Gado de Corte (Campo Grande, MS) promoveu um debate para esclarecer o produtor quanto ao uso e manejo corretos do estilosantes-campo-grande. Na ocasião, o pesquisador Celso Dornelas, destacou a importância de se manter o balanço na consorciação entre a gramínea e a leguminosa, evitando-se proporções da leguminosa superiores a 40% na pastagem. "As situações de quase ausência ou de domínio da mesma na pastagem não são desejáveis e nem recomendadas", alertou. Em situações de domínio da leguminosa, os pesquisadores da Embrapa constataram que a ingestão de ECG, em proporções superiores à recomendada, pode resultar na formação de fitobezoares (estruturas arredondadas de resíduos de fibras vegetais compactadas) nos compartimentos digestivos dos bovinos que, em caso de obstrução, pode levar o animal à morte. O estilosantes-campo-grande foi lançado no ano 2000 e ganhou notoriedade pela constatação de suas qualidades. Como a maioria das leguminosas, ela possui o poder de fixar nitrogênio no solo resultando em melhorias na área de pastagem. É uma planta que se adapta bem em solos arenosos de baixa fertilidade, possui boa capacidade de produção de sementes, de ressemeadura natural e formação de novas plantas, aumenta a persistência da pastagem, reduz o risco de erosão entre outros benefícios.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 8 de outubro de 2018

Artigos Relacionados