Úlcera gástrica em equinos: Saiba como evitar essa doença tão comum

  •   
  •   
  • 484
  •  
  •  
  •  
  •  

A úlcera gástrica em equinos é um dos problemas que representam um dos maiores problemas de saúde tanto em potros como em cavalos adultos. A enfermidade se constitui por um lesões de continuidade na mucosa gástrica que compromete a barreira glicoproteínas e atingindo a camada muscular.

Uma das enfermidades mais comuns, a úlcera gástrica em equinos, ocorre sempre quando há um desequilíbrio entre os fatores agressivos da mucosa (ácido clorídrico e as enzimas digestivas) e os agentes protetores (mucosa, prostaglandinas) que atuam no estômago do animal.

Antes de saber como prevenir essa doença, você precisa entender o porque ela acontece. Continue lendo esse artigo, pois é sobre isso que trataremos em seguida!

Quais fatores desencadeiam a úlcera em equinos?

Embora frequente, alguns fatores podem levar o cavalo apresentar a doença. Como por exemplo, alterações de manejo, confinamento, longos períodos de jejum, treinamentos excessivos e estresse no animal podem ser agentes propulsores da doença.

Além disso, a administração por longos períodos drogas antiinflamatórias não esteroidais podem atuar como um fator desencadeante da doença. Ainda mais, a alimentação rica em grãos e em proteínas na forma de ração pode fazer com que a úlcera gástrica em equinos se desenvolva.

Já em potros é preciso tomar cuidado com a ausência de consumo alimentar sólido que predispõe o recém nascido a desenvolver o problema. Por isso, estimular o animal precocemente pode ser a melhor medida para evitá-la.

Quer saber quais os principais sinais do problema? Então, confira o próximo tópico!

Como identificar a doença?

Os sinais mais comuns da úlcera gástrica em equinos são:

– Cólica

– Diarréia

– Debilidade física

– Perda de apetite e peso

– Alterações na aparência do ventre

Já os potros podem apresentar:

– Febre

– Ranger de dentes

– Regurgitação de leite

– Salivação excessiva

Em alguns casos, a úlcera gástrica em equinos não apresenta sinais aparentes. Às vezes pode até ser confundida com outras doenças, como a cólica equina, quer saber mais sobre ela? Veja esse artigo: Cólica Equina: Fique por dentro das causas, diagnóstico e tratamento. Dessa forma, é importante que o animal tenha sempre um acompanhamento com um médico veterinário de sua confiança.

Diagnóstico e tratamento

Após análise dos sinais apresentados pelo cavalo, o médico veterinário realiza o diagnóstico definitivo da enfermidade somente com o auxílio da gastroscopia. Em outras palavras, da inspeção interna do estômago com o uso de equipamento vídeo-endoscópio. Logo após identificada, o tratamento é realizado a base de medicamentos e de uma alimentação eficiente.

É importante lembrar que você, produtor rural, não deve administrar nenhum remédio sem a orientação médica. Mas, tomando algumas medidas nas situações emergenciais você pode evitar que o problema se complique.

Veja essa dica que separamos para você:

Curso de Primeiros Socorros em Equinos

Fonte: Cavalus




  • 484
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  

Artigos Relacionados