Saiba como realizar um bom exame andrológico em bovinos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O exame andrológico em bovinos é fundamental para todo veterinário que deseja atuar na área de reprodução. Embora, seja de extrema importância para evitar perdas de produção de bezerros o procedimento é comumente “esquecido” por muitos produtores.

Realizar corretamente o exame andrológico além da diminuição de gastos desnecessários aumenta a fertilidade do rebanho, pois detecta o problema em sua “raiz”. Porque, por muitas vezes a causa da infertilidade não está na fêmea e sim

na baixa qualidade do sêmen.

Neste ponto, o procedimento torna-se fundamental para classificar os animais e diagnosticar a função reprodutiva, proporcionando a eliminação de animais com subfertilidade ou infertilidade. Ainda, aponta os touros com maior eficiência reprodutiva que poderão ser utilizado mais intensamente.

 

Passos para realizar o exame andrológico em bovinos

Alguns fenômenos estão diretamente ligados a fertilidade do reprodutor como a libido, habilidade de realizar a cobertura, quantidade de produção de bezerros. Assim, para realizar avaliação de fertilidade de touros com qualidade é necessário seguir os seguintes etapas:

1° Exame geral:

É a análise clínica do touro, para verificar seu estado geral, historico de doenças, verificação do aparelho locomotor, frequência cardíaca e respiratória, olhos, condição corporal, temperatura, auscultação digestiva e pulmonar.

2° Exame do sistema genital (interno e externo)

Órgãos genitais externos são examinados pela inspeção e palpação. Mas, os internos são examinados pela palpação retal ou ultrassonografia. Nesta fase, verifica-se a presença, dimensões, consistência e a mobilidade dos componentes do sistema genital e sua compatibilidade com a idade, desenvolvimento e raça.

3° Comportamento Sexual

O comportamento sexual é tão importante quanto às outras avaliações. Pois, o touro aprovado nos testes clínicos e de sêmen, precisa identificar as fêmeas em estro. Portanto, é recomendável sua aplicação em complemento das outras análises andrológicas.

4° Espermograma

A parte final do exame andrológico é a colheita e a análise do sêmen do touro reprodutor. Embora, existam diversos métodos para a colheitas das amostras, o mais popular e mais indicado para animais que não foram condicionados a outros procedimentos é a eletroejaculação.

 

Como o sêmen é avaliado?

Para a análise e a interpretação do espermograma, há valores de referência para os diferentes atributos como:

Volume: É expresso em mililitros, deve ser lido diretamente no tubo de colheita e não existe valor mínimo ou máximo estabelecido. Seu valor é relativo e depende de fatores como o método de colheita e regime sexual anterior

Aspecto: Avaliação visual, principalmente da cor e aparência, reflete aspectos qualitativos e quantitativos do ejaculado. Quando o sêmen apresenta alterações como a presença de sangue, urina, células epiteliais ou pûs fica fácil o diagnóstico das alterações.

Turbilhonamento ou motilidade em massa: Mede-se a intensidade da onda de movimentação dos espermatozoides por meio da observação de uma gota de sêmen puro colocada em uma lâmina pré-aquecida. Essa escala de avaliação é variável de zero (ausência de movimentação) e cinco (movimentação acentuada. Porém, o resultado do turbilhonamento pode ser afetado pelo método de colheita.

Motilidade: Realizado por um microscópio óptico, a gota de sêmen é avaliada pelo percentual de espermatozoides móveis.

Vigor: É a intensidade de movimentação dos espermatozoides individualmente, sua avaliação deve ser realizada após a motilidade. A escala de vigor também é variável de zero (células paradas) e cinco (movimento vigoroso e de alta rapidez).

Concentração Espermática: Número de espermatozoides por volume ejaculado. Existem vários métodos de realizar a contagem, o mais comum é a contagem em câmaras Neubauer. A concentração é variável de acordo a forma da coleta, frequência de cópulas, idade e biometria testicular.

Quer saber mais sobre a realização desse exame importantíssimo para a eficiência reprodutiva do rebanho bovino? Veja essa dica:

 

Curso de Exame Andrológico e Congelamento de Sêmen Bovino

 

Fonte: Embrapa e Revista Veterinária

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Reprodução de Bovinos

Atualizado em: 8 de outubro de 2018

Artigos Relacionados