Tratamento e prevenção da úlcera gástrica em equinos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A úlcera gástrica é uma das enfermidades mais comum entre os equinos de diversas idades e principalmente nas categorias esportivas. Os animais de alto desempenho estão mais predispostos à doença devido às alterações de manejo como o confinamento, longos períodos de jejum, treinamento intenso e estresse são prejudiciais ao trato digestório dos animais, isso porque eles possuem a particularidade de serem secretores contínuos de ácidos gástricos, e também os fatores citados acima, por inibirem a liberação de substâncias protetoras.

Após o diagnóstico da moléstia, o tratamento é feito a base de drogas anti-ulcerativas, que na maioria dos casos não comprovam cicatrização. O manejo apropriado ajuda o animal doente, e até que se reconheça o problema,deve ser evitado situações que estimulem o seu desenvolvimento.

O tratamento das úlceras se baseia em três pontos: manutenção do pHintra-gástrico acima de 4; recobrimento da úlcera com um agente ácido-resistente; oferecer prostaglandina ou estimular a sua produção pela mucosa gástrica. Estudos recentes mostram que a suplementação com olho de milho promove significativa diminuição da produção ácida do estomago e aumento de prostaglandinas no suco gástrico, o uso do óleo pode transmitir proteção ao estomago e prevenir as úlceras gástricas.

A terapêutica mais utilizada nesse caso é a administração de doses de omeprazol por diferentes períodos, a administração de sais de alumínio e a distribuição da alimentação de forma eficiente, o trabalho deve ser indicado por um profissional capacitado.

 

Como diferenciar o animal saudável do animal doente?

Como tratar as desordens gastrointestinais?

Qual a estrutura ideal para os primeiros socorros?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 22 de outubro de 2013

Artigos Relacionados