Exame andrológico em bovinos: Fique por dentro das vantagens

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O exame andrológico em bovinos garante a avaliação física geral e capacidade reprodutiva do touro. Portanto, para alcançar bons índices de prenhez tanto na pecuária de corte quanto na de leite é necessário realizá-lo com frequência.

Além de aumentar a lucratividade do médico veterinário, o exame possui outras vantagens:

– Classificação dos animais em níveis de fertilidade

– Auxílio na seleção para a fertilidade de machos jovens

– Diagnóstico de patologias reprodutivas

– Adequação das fêmeas a serem servidas pelo reprodutor

Por que realizar exame andrológico em bovinos?

Podemos destacar a importância desse exame, pelo impacto que os reprodutores têm sobre a fertilidade do rebanho. Certamente, um touro infértil pode representar a perda de 25 a 50 bezerros por ano. Mas, uma fêmea bovina com problemas de fertilidade representa apenas a perda de um bezerro.

Atualmente, cerca de 5% dos touros em serviços são inférteis, ou seja, não produzirão ancestrais. Sobretudo, cerca de 20 a 40% dos touros são subférteis, isto é produzem menos filhos do que deveriam.

A identificação desses animais só é possível por meio do exame andrológico. Portanto, para as expectativas dos produtores de gado não serem frustradas é necessário realizá-lo em todos os animais destinados à reprodução.

 

Etapas da avaliação

A avaliação de fertilidade em touros é altamente específica, pois avalia tanto as condições clínicas gerais quanto às condições reprodutivas. Decerto, deve ser realizado por um médico veterinário e pode ser dividida em duas etapas:

Exame clínico geral: Nesse caso, avalia-se as condições gerais de saúde do touro reprodutor. O veterinário analisa o seu histórico e os motivos pelo qual o exame está sendo realizado (rotina ou pré existência de algum problema).

Específico: Nele é examinado os órgãos reprodutivos (testículos e epidídimos) que são inseridos na bolsa escrotal, glândulas anexas, pênis e prepúcio.

Após a colheita do sêmen, ele deve ser avaliado imediatamente para verificar se existem espermatozóides vivos, concentração e sua porcentagem. Posteriormente, o médico veterinário emite o laudo que indicará se o animal está apto, apto com reservas ou não é destinado a reprodução.

 

Congelamento no processo de preservação de sêmen

O processo de criopreservação do sêmen bovino é uma técnica bem conhecida e de fácil execução. Ele tem uma alta contribuição para o aumento da produção bovina em rebanhos comerciais e de animais com alto nível zootécnico.

O congelamento proporciona um rápido avanço e permite a escolha de reprodutores que atendem melhor a produção. Embora, seja um procedimento comum na indústria de reprodução bovina, se não forem utilizados os protocolos corretos, resultam em um número grande de espermatozoides que não resistem ao processo.

O congelamento de sêmen bovino é dividido entre as etapas de diluição, resfriamento, congelamento, armazenamento e descongelamento.

E você, médico veterinário, se interessou pelo exame andrológico em bovinos? Essa é uma área lucrativa e essencial para todo veterinário que deseja trabalhar com reprodução.

Quer aprender o passo a passo da avaliação? Então você não pode deixar de conferir esse artigo: Saiba como realizar um bom exame andrológico em bovinos.

Clique abaixo e veja a dica de sucesso, que separamos para você:

 

PRÁTICA em Exame Andrológico e Congelamento de Sêmen Bovino

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Reprodução de Bovinos

Atualizado em: 8 de outubro de 2018

Artigos Relacionados