Curso de Seleção de Doadoras de Embriões e Ovócitos Bovinos

Curso de Seleção de Doadoras de Embriões e Ovócitos  Bovinos

No curso Seleção de doadoras de Embriões e Ovócitos serão abordadas as metodologias empregadas para a escolha das doadoras de embriões e de ovócitos, além dos reprodutores, envolvendo a avaliação fenotípica, do pedigree e as avaliações genéticas das principais raças de leite e corte, além de uma avaliação minuciosa da estruturas reprodutivas.

Para informações sobre a próxima turma clique abaixo

Quero mais informações Orçamento

Apresentação

O Brasil é detentor do maior rebanho bovino comercial do mundo, com mais de 200 milhões de cabeças. A pecuária brasileira tem apresentado grandes avanços nos últimos anos, principalmente em relação à qualidade genética dos rebanhos de elite, seja das raças taurinas ou zebuínas.  

Atualmente, o país é líder mundial no processo de transferência de embriões pela técnica de produção in vitro de embriões (PIVE) nas mais diversas raças bovinas, como Nelore, Gir, Holandês e Girolando. Este processo permite maximizar a produção de animais geneticamente superiores, chegando a ultrapassar 40 bezerros por matriz/ano, frente a 1 (um) bezerro/vaca/ano, na melhor das hipóteses, sob condições naturais. Outra biotecnologia que tem se tornado cada vez mais comum é a clonagem dos reprodutores ou matrizes de alto valor genético, que consiste em produzir animais idênticos, do ponto de vista genético, a partir do DNA do doador.

Entretanto, o domínio dessas tecnologias traz alguns desafios, como por exemplo, a escolha correta das matrizes e reprodutores que terão seu material genético multiplicado de forma intensa, uma vez que eles serão os grandes responsáveis pelo melhoramento genético futuro de um rebanho, ou mesmo de uma raça.

No curso Seleção de Doadoras de Embriões e Ovócitos serão abordadas as principais metodologias empregadas para a escolha das doadoras de embriões e de ovócitos, além dos reprodutores, como a avaliação fenotípica, do pedigree e genética das principais raças de leite e corte. Os alunos também farão uma avaliação minuciosa das estruturas reprodutivas dos animais. Será demonstrado em detalhes a importância de se conhecer esses conceitos e qual a sua aplicação prática no momento de escolher as matrizes e reprodutores para transferência de embriões e ovócitos.

Serão abordados conceitos de melhoramento genético, como endogamia, avaliação linear, herdabilidade, habilidade prevista de transmissão (PTA) e diferença esperada na progênie (DEP) das características avaliadas, acurácia, interação genótipo x ambiente, avaliação por ultrassonografia das doadoras, características desejáveis na qualidade de embriões e ovócitos, além da interpretação dos sumários de touros dos principais testes de progênie realizados no Brasil.

O curso será dividido em aulas teóricas e práticas, onde os alunos terão a oportunidade de aplicar individualmente e em grupo todos os conceitos teóricos abordados na avaliação dos animais doadores de embriões ou ovócitos.

O curso tem como objetivo capacitar tecnicamente o aluno para escolher as melhores matrizes para ser doadoras de embriões ou de ovócitos, além da escolha de reprodutores, associando as características reprodutivas, fenotípicas e a análise do pedigree à fundamentação das provas zootécnicas baseadas na avaliação genética.

VOCÊ + Capacitação com conteúdo de alta qualidade + Professores especializados + Estrutura moderna + Muita prática + Networking = Experiência incrível

Veja por que o Curso de Seleção de Doadoras de Embriões e Ovócitos Bovinos é um sucesso:

Veja por que fazer o curso de Seleção de Doadoras de Embriões e Ovócitos:

- Cursos realizados em infraestrutura própria;

- Professor colaborador altamente qualificado, jurado efetivo da ABCZ com doutorado na área, experiente na avaliação de bovinos e na docência do ensino superior;

- Professor associado qualificado para as características reprodutivas, com doutorado na área.

- Avaliação fenotípica por imagem de bovinos de elite de várias raças de leite e corte, possibilitando ao aluno visualizar os padrões desejáveis encontrados nos animais geneticamente superiores;

- Associação entre avaliação visual dos animais e sua relação com a eficiência do sistema de produção das fazendas;

- Abordagem dos principais conceitos de melhoramento genético animal e sua aplicação prática no sistema de produção de gado de leite e corte;

- Avaliações demonstrativas da seleção de doadoras por auxilio da ultrassonografia;

- Avaliação demonstrativa das características de embriões e ovócitos desejáveis;

- Turmas limitadas, permitindo assim um treinamento mais intensivo;

- Hospedagem em um dos melhores hotéis da cidade já incluso no pacote do curso;

- Material didático completo e atualizado;

- Alimentação com café da manhã, almoço e lanche da tarde já incluso no pacote do curso;

- Cursos realizados e certificados por uma das empresas mais conceituadas da área na América Latina.

Para quem é este curso?

Médicos Veterinários e acadêmicos do curso de Medicina Veterinária.

É indispensável a apresentação da carteira do CRMV ou do comprovante de matrícula da Faculdade de Medicina Veterinária.

 

O que você vai aprender

1 – Importância das biotecnologias da reprodução para o melhoramento genético de bovinos de corte e leite e sua consequência sobre os sistemas de produção de corte e leite.

2 - Apresentação e discussão de métodos de avaliação de matrizes e reprodutores das raças bovinas de leite e corte associando o fenótipo, provas genéticas, pedigree e índices de produtividade e a implicação no processo de escolha das doadoras de embrião e dos reprodutores.

3 - Associação entre os conceitos de melhoramento animal presentes nos sumários de touros leiteiros e de corte e a escolha de matrizes e reprodutores para reprodução assistida. Discussão sobre a importância de se priorizar a produtividade animal, envolvendo a eficiência reprodutiva na escolha das doadoras. Os principais conceitos abordados são:

- PTA (habilidade prevista de transmissão), diferença esperada na progênie (DEP) e acurácia;

- Avaliação linear dos reprodutores e seu significado para a seleção;

- Fenótipo e genótipo;

- Ambiente e interação genótipo x ambiente;

- Herdabilidade, intensidade de seleção e ganho genético;

- Escolha de reprodutores e matrizes para acasalamento dirigido.

- Estudo da endogamia. Vale à pena realizar a consanguinidade no rebanho?

- Vale à pena utilizar doadoras jovens? Qual o risco?

- Vale à pena utilizar reprodutores jovens em teste ou adultos provados?

- Qual a importância da avaliação genética na escolha das doadoras?

- Quais índices produtivos e reprodutivos devem ser avaliados para a escolha das doadoras?

 

4 – Avaliação minuciosa das características reprodutivas, demonstradas por ultrassonografia e vaginoscopia. Adicionalmente, serão apresentados ovócitos e embriões de características desejáveis para a maturação in vitro e transferência de embriões.

 

A proposta do curso é discutir sobre esses temas e apresentar critérios técnicos para a escolha das doadoras de embriões ou ovócitos, aumentando os índices de sucesso.

 

CARGA HORÁRIA: 22 horas

ATENÇÃO: O certificado será emitido apenas para os alunos que completarem a carga horária integral do curso.

Como funciona o curso

A escolha das matrizes para ser doadoras de embriões ou ovócitos, e mesmo a de machos para reprodução massificada, não se resume apenas à aparência geral do animal, características raciais e à produção individual.

É preciso avaliar, além da qualidade zootécnica dos doadores, também os índices produtivos e reprodutivos da ascendência e, sobretudo, da descendência desses animais. Além disso, um dos grandes desafios enfrentados pelo médico veterinário ao assessorar o pecuarista no processo de escolha dos doadores de embriões é alinhar todas essas características desejáveis ao valor de mercado imposto a determinadas linhagens.

No entanto, essa preferência mercadológica pode levar à reprodução massificada de um grupo restrito de animais, gerando um grande número de parentes, que se acasalados entre si pode levar a perdas de produtividade pela depressão endogâmica. Parte desses problemas pode ser minimizada com a utilização de acasalamentos dirigidos e de critérios técnicos na escolha das doadoras de embriões ou ovócitos, baseados nos conceitos de produtividade, melhoramento animal e avaliação fenotípica e genética.

Por se tratar de conceitos consolidados pelo melhoramento animal e pela larga experiência de grandes pecuaristas, a avaliação técnica de doadoras de embriões ou ovócitos pode ser uma grande ferramenta a ser utilizada pelos médicos veterinários, elevando as chances de sucesso na escolha dos melhores animais para reprodução.

O curso de Seleção de doadoras de embriões ou ovócitos é composto por aulas teóricas e práticas, ministradas por professores com vasta experiência na área, onde os alunos têm a oportunidade de aprendizagem a campo.

Ao início do curso, os alunos recebem o material didático contendo CD-ROM interativo, com fotos, vídeos e artigos técnicos, constituindo-se uma ferramenta a mais para o seu aprendizado e como fonte para consultas posteriores.

As aulas teóricas são realizadas numa moderna sala de aula equipada com aparelhos de áudio-vídeo de última geração, onde é apresentado todo o conteúdo da programação.

A parte teórica do curso é dividida em cinco etapas:

Primeira etapa: apresentação e discussão dos conceitos básicos de melhoramento genético animal (fenótipo, genótipo, interação genótipo x ambiente, herdabilidade, diferencial de seleção, ganho genético, grupos contemporâneos, endogamia, PTA, DEP e acurácia) aplicados na escolha das doadoras de embriões e dos reprodutores das raças bovinas de leite e corte.

Segunda etapa: apresentação dos fenótipos desejados das raças bovinas de leite e corte como um dos critérios para a escolha das doadoras de embriões ou ovócitos e dos reprodutores.

Terceira etapa: apresentação e discussão das principais correlações existentes entre o biótipo animal, produtividade e vida útil, e os impactos sobre o sistema de produção como um todo. Discussão sobre a importância da eficiência reprodutiva aliada ao melhoramento genético animal sobre a rentabilidade financeira da pecuária bovina.

Quarta etapa: associação entre os critérios de seleção para as doadoras de embriões ou ovócitos pelo fenótipo de pelo pedigree e os resultados de avaliação genética existentes, visando a realização de acasalamentos dirigidos, de acordo com a necessidade do pecuarista. Interpretação dos dados (PTAs, DEPs, acurácia, marcadores moleculares, avaliação linear) existentes nos sumários de touros dos principais testes de progênie realizados no Brasil e os impactos desta escolha sobre o sistema de produção. Discussão sobre a viabilidade e os riscos da utilização da endogamia nos acasalamentos.

Quinta etapa: Apresentação das características reprodutivas desejáveis de doadoras de embriões ou ovócitos, inclusive com demonstração prática por ultrassonografia das características reprodutivas na escolha de uma doadora de embriões e/ou ovócitos. Adicionalmente será realizada a avaliação de embriões e ovócitos desejáveis para a condução dos trabalhos de produção e transferência de embriões.

Professores

Este curso é ministrado por um dos seguintes professores: (varia de acordo com as datas)

Domingos Marcelo Cenachi Pesce

Professor

- Médico veterinário e mestre em Nutrição de Ruminantes pela UFMG

- Doutor em Qualidade e Produtividade Animal pela FZEA/USP.

- Jurado efetivo das raças zebuínas / ABCZ, com pós-graduação em Julgamento das Raças Zebuínas pela FAZU.

- Professor Adjunto da PUC Minas

Giancarlo Magalhães dos Santos

Professor Coordenador Dr.

- Médico Veterinário formado pela Centro Universitário de Vila Velha - UVV;

- Mestre em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa - UFV;

- Doutor em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa - UFV;

- Professor Titular da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde - FACISA;

- Coordernador de Ensino do CPT Cursos Presenciais;

- Responsável Técnico do CPT Cursos Presenciais.

Receba Mais informações e Orçamentos

Perguntas Frequentes

Nossos cursos são realizados em Viçosa- MG, cidade universitária reconhecida internacionalmente pela excelência em ensino e educação. Aqui temos unidades práticas de ensino, com infraestrutura toda completa, moderna, direcionada para o treinamento prático intensivo. Temos uma estrutura feita para você ter uma experiência incrível e única.

Resposta Resposta

Nossos cursos têm duração de 2 a 4 dias, depende do curso escolhido. Você pode optar em realizar mais de 1 curso, o que é muito comum, pois gera várias vantagens como a economia no deslocamento e a possibilidade de ganhar o Certificado Ouro, onde o aluno opta por realizar o pacote de cursos de determinada área e torna-se expert no assunto, clique aqui para saber mais.

Resposta Resposta

Você poderá realizar o pagamento através de transferência, depósito, cheque, cartão ou dinheiro. Temos formas facilitadas de até 12x. Confira com uma de nossas consultoras a melhor opção para você, é só clicar aqui e enviar seu telefone para entrarmos em contato com você.

Resposta Resposta

Com certeza sim, em nossos certificados vão todos os detalhes. E outro ponto positivo, a empresa é reconhecida em todo o Brasil por sua excelência de ensino, com certeza fará diferença na hora de analisarem o seu currículo.

Resposta Resposta

É muito fácil! Envie o seu telefone e email no formulário, clicando aqui e deixe as suas dúvidas. Uma de nossas consultoras entrará em contato o mais rápido possível para esclarecer todas as suas questões.

Resposta Resposta

Emitimos certificados com toda a programação do curso, carga horária e servem para provas de títulos, contribuindo com a carga horária e conteúdo. Nossa empresa é regulamentada pelo órgão responsável pelo setor, CRMV, onde segue todas as leis e normas exigidas por ele.

Resposta Resposta

Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.

*
*
Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.