Notícias e Informativos
* campos Obrigatorios
* campos Obrigatorios
Descorna em bovinos

A descorna é uma técnica cirúrgica que se destina a evitar o crescimento dos chifres em animais novos e a abolir, nos de maior idade, ou também quando ocorre alguma necessidade ou acidente.

As vantagens da realização da cirurgia são diversas como: animais descornados ficam mais mansos e mesmo medrosos, porque se sentem desprotegidos sem as suas armas naturais, que são os chifres. Por isso, não atacam os homens ou outros animais, diminuindo as brigas;a descorna evita que o animal se fira, desvalorizando seus couros e que adquiram infecções ou sofram, muitas vezes, graves ferimentos ou mesmo que encontrem a morte; a descorna facilita e torna mais econômico o transporte das reses por trens, caminhões, navios ou qualquer outro veículo; as brigas se tornam menos frequentes no rebanho; animais descornados ficam com melhor aparência e por isso alcançam melhores preços no mercado;o manejo dos rebanhos é facilitado e diminui o perigo de acidentes; as mesmas instalações comportam maior número de animais, entre outros.

A descorna apesar de ser uma operação simples, requer alguns cuidados, a fim de se evitar acidentes e o processo obter sucesso. A descorna pode ser feita por três processos: causticação, ablação e misto.

 O processo da causticação é empregado em bovinos de cinco a dez dias de vida. É utilizado um bastão de soda ou potassa caustica no lugar em que está o “botão” do chifre, ao redor deve ser colocada uma camada de vaselina ou graxa, evitando que a soda ou potassa escorra. Já para os bezerros entre dez e vinte dias de vida, que tem os botões córneos dos chifres, primeiro deve-se com a ponta da vaca ou canivete retirá-los e só depois passar o bastão.

Empregado para bovinos de maior idade a ablação, é utilizada em caso de necessidade ou acidentes. A operação se dá com a colocação na base do chifre, o gume de um escopro, que é uma espécie de formão. Depois, com um martelo, dar pancadas secas, ao mesmo tempo em que o escopro é mudado de lugar, em torno do botão do chifre e até que este seja retirado. Após o processo o local deve ser desinfetado com antisséptico.

No misto são empregados os dois processos anteriores no qual um suplementa o outro, é muito utilizado na descorna de búfalos, uma vez que as crias nascem com cinco a dez centímetros de chifres, o que dificulta muito a operação. 

Por todas as vantagens, a descorna vem sendo empregado em grande escala pelos produtores.
 

Fonte: Rural News

Adaptação:   Equipe CPT Cursos Presenciais

Data: 05/07/2013

  • imprimir
  • contato
  • envie a um amigo
  • twitter
  • facebook
  • orkut
Notícias relacionadas!
Moscas transmitem doenças
Fonte: http://www.saudeanimal.com.br/zoonose.htm
Ler Notícia
Métodos de prevenção contra carrapatos
Fonte: http://www.fgenes.com.br/carrapatos.html
Ler Notícia
Veja mais notícias »