Estação de monta bovina: o que é preciso saber antes de começar?

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
estação de monta bovina

Na produção de gado de corte e leite no Brasil, a adoção de uma estação de monta bovina ainda não é um consenso entre os produtores. Afinal, ainda existem muitas dúvidas sobre a sua importância e o impacto para a eficiência. 

Em primeiro lugar, o termo estação de monta bovina se refere ao período determinado para acasalamento dos animais a fim de se obter melhores índices reprodutivos. Determinar esse período é uma prática essencial para ter um sistema eficiente e rentável. NO entanto, para que a estação de monta traga vantagens para a produção é preciso levar em conta alguns aspectos básicos tais como oferta de alimento, época de nascimento, características dos animais e época de abate. 

Neste artigo vamos explicar um pouco mais sobre como funciona essa estratégia, vantagens e o que precisa ser feito para alcançar a eficiência. Confira! 

Detalhes sobre estação de monta bovina

A Estação de monta bovina, ou período de monta, é um tipo de manejo aplicado no qual se concentra a exposição de fêmeas em idade reprodutiva são expostas ao macho ou a inseminação artificial. 

Diferente das éguas, que manifestam o cio apenas em período do ano, as vacas podem entrar em época em qualquer época do ano. No entanto, a adoção da estação de monta com data pré-estabelecida concentra os partos e demais estratégias de manejo, como desmama, vacina e vermifugação,  em uma única época do ano. O que facilita para o produtor. 

Aqui no Brasil a estação de monta bovina se concentra no período das chuvas, o que corresponde aos meses entre outubro e janeiro, dependendo da região onde se encontra. Produtores que estejam adotando pela primeira vez, pode ampliar o período para setembro à março, para que haja adaptação dos animais à estratégia. 

Além da monta natural e inseminação artificial, muitos produtores aderem à técnica de Inseminação Artificial em Tempo Fixo – IATF  nesse período. Isso é importante pois ao utilizar os protocolos de sincronização de cio, um número maior de animais poderá ser inseminado em uma única leva, aumentando a precisão da estação de monta. 

Vantagens da estação de monta 

Melhores índices de fertilidade

O primeiro ponto positivo ao se adotar a estação de monta bovina é poder identificar as fêmeas com o melhor desempenho reprodutivo. Isso porque as fêmeas que parem no início da estação de partos normalmente emprenham mais no início da estação de monta também. 

O período de monta deve coincidir com a época de melhor qualidade e disponibilidade das pastagens, o que corresponde ao período de chuvas. Com isso, são mais condições adequadas para o restabelecimento da atividade reprodutiva das fêmeas e dos reprodutores, o que impacta diretamente na fertilidade dos animais.

Consequentemente, um índice de prenhez maior devido à melhores condições de viabilidade embrionária. IAs necessidades das vacas de corte podem ser divididas em 4 períodos, de acordo com as fases reprodutivas ao longo do ano. São elas: pós-parto, gestação e lactação, meio da gestação e pré-parto. Portanto, a estação de monta visa equilibrar a oferta de alimento ao longo do ano, visando maior eficiência. 

Bezerros mais sadios

Do mesmo modo, os bezerros nascidos nesse período terão o padrão mais uniforme, e maior peso,principalmente na fase da desmama, facilitando a sua negociação.  Além disso, quando se tem a estação de monta bovina bem definida e planejada, as vacas vão iniciar a parição no período também com boa oferta de pastagens, entre agosto e outubro. Mais do que facilitar o manejo, messes meses a incidência de doenças nos bezerros também é menor, aumentando as suas chances de se desenvolver bem

Escolha de animais

Também serve para facilitar a identificação de fêmeas com baixa produção, ou seja, tanto em relação à dificuldade de emprenhar como também em relação a produção de bezerros com baixo peso. Ou seja, o descarte de vacas vazias (identificadas durante o diagnóstico de gestação de abril a maio) ocorre antes do início da seca, além de liberar o pasto para as fêmeas prenhes, possibilita a seleção de matrizes para melhor eficiência reprodutiva.

É nesse período também que é possível identificar os machos inférteis ou com baixa fertilidade. O exame andrológico deve ser feito no início da estação de monta para que os animais possam ser substituídos sem comprometer a produção.  

7 passos para aproveitar melhor a estação de monta bovina 

Até aqui já deu para perceber que monta bovina é benéfica para a produção, não há dúvidas. No entanto, vale destacar que são vários os fatores que devem ser avaliados antes de adotar a estratégia. Alguns deles são: 

  1. O ideal é que coincida com o período do ano de maior disponibilidade de forragens de melhor qualidade (estação de chuvas, entre outubro a janeiro); 
  2. O produtor deve obrigatoriamente avaliar a fertilidade dos touros com o exame andrológico e a qualidade do sêmen para não comprometer os índices de prenhez; 
  3. Do mesmo modo é preciso fazer a avaliação ginecológica das fêmeas antes de serem submetidas à EM; 
  4. É importante cuidar para que os requisitos nutricionais das vacas sejam cumpridos, afinal, a manifestação do cio ou uma gestação bem-sucedida depende de boa nutrição; 
  5. Garantir a nutrição pós-parto que a fêmea esteja em boas condições para a amamentação e a recuperação do escore corporal para  a próxima gestação; 
  6. Planejar para que a estação de monta possa abranger  o maior número de vacas possíveis logo no início; 
  7. Fazer o diagnóstico gestacional precoce com auxílio de ultrassom veterinário para otimizar o tempo e retornar com a vaca para a estação, caso não tenha ficado prenhe. 

Com todas as informações vistas até aqui, foi possível perceber que a adoção da estação de monta bovina proporciona a eficiência na aplicação de diferentes práticas de manejo reprodutivo  reduzindo substancialmente os custos da produção e aumentando a quantidade de bezerros por ano. 

No entanto, para ter sucesso na aplicação de biotécnicas é preciso estar capacitado e ter experiência prática. Quer estar pronto para atender essa demanda? Conheça: 

Cenva Pós-Graduação em Produção e Reprodução de Bovinos! 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados