Como funciona a anestesia locorregional em pequenos animais? Saiba aqui!

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
Anestesia locorregional

A área de anestesiologia veterinária tem conhecido alguns avanços em suas técnicas, fármacos e monitoração. Com isso, mais qualidade e segurança são oferecidas aos animais durante os procedimentos. Uma das técnicas que surgiram para controlar a dor e gerar mais conforto para os animais é a anestesia locorregional. 

A anestesia locorregional utiliza fármacos e técnicas que tem como objetivo bloquear a transdução, transmissão e a modulação do estímulo nociceptivo na medula espinhal. Dessa forma, proporciona ao paciente conforto durante um procedimento, seja com anestesia geral ou apenas com sedação. 

E você, já conhece a técnica de anestesia locorregional em pequenos animais? Continue a leitura desse artigo e saiba como funciona e suas vantagens! 

O que é anestesia locorregional? 

As técnicas de anestesia locorregional em pequenos animais estão sendo cada vez demandadas no dia a dia de uma clínica veterinária. Principalmente em alguns procedimentos que eram executados apenas com anestesia geral.  

No campo da traumatologia, oftalmologia, odontologia e obstetrícia, esta modalidade da anestesiologia faz toda a diferença no procedimento, possibilitando reduzir a dose dos anestésicos gerais, o que diminui significativamente o risco para o paciente, além de assegurar um controle mais eficaz da dor.

A primeira vez que uma anestesia regional foi descrita foi no ano de 1884. No ocasião, havia sido definida como um mecanismo capaz de dessensibilizar uma parte do corpo durante uma cirurgia. Na época, estavam sendo feitas as primeiras aplicações de uma substância isolada da cocaína até o ano de 1943, quando outra substância menos tóxica. 

Felizmente as técnicas evoluíram. Hoje os procedimentos utilizados na anestesia locorregional não são difíceis de serem aprendidas e não envolvem o uso de equipamentos muito caros. Por isso, se torna uma opção viável em clínicas e hospitais veterinários.  A anestesia locorregional periférica é uma opção adequada para procedimentos operatórios de membros pélvicos e torácicos em regime ambulatorial ou cirúrgico.

Como funciona a anestesia locorregional em pequenos animais? 

Antigamente, a  anestesia locorregional era exclusivamente utilizada como técnica única. Hoje os  bloqueios locorregionais estão sendo muito utilizados como um complemento na anestesia balanceada de pequenos animais. Dessa forma,  promove a anestesia diretamente no local da cirurgia reduzindo a necessidade de requerimento de anestésicos gerais, podendo até mesmo não ser necessário o seu uso. 

De modo geral, os anestésicos locais são fármacos que, quando aplicados localmente no tecido nervoso, em uma concentração adequada, bloqueiam a conduta nervosa de forma reversível.

Esses fármacos apresentam a vantagem de promover a perda da sensibilidade dolorosa sem a perda da consciência. Dessa forma, eles podem ser utilizados em diversas possibilidades, como bloqueios periféricos dos membros, anestesia epidural, subaracnóidea, aplicação tópica para manipulação de vias respiratórias, infusão contínua, controle de arritmias ventriculares, entre outros.

Para garantir a segurança e o sucesso do procedimento, é importante que seja feito o uso correto dessa classe de fármacos e a aplicação das técnicas adequadas. Para isso é importante que o médico veterinário tenha conhecimento da farmacologia e da toxicidade (doses, velocidade e tempo de ação), assim como da anatomia e do mecanismo de ação dos mesmos nos diferentes tecidos.

Vantagens dessa técnica de anestesia

A anestesia locorregional veterinária é uma técnica que apresenta inúmeras vantagens para os animais. 

Ela reduz o estresse cirúrgico causado nos animais já que bloqueia a aferência nociceptiva ao sistema nervoso central e a eferência do sistema  nervoso simpático e consequentemente, são responsáveis pelo relaxamento da musculatura. Essas técnicas minimamente invasivas estão sendo mais aplicadas devido ao baixo risco de complicações e por atuarem principalmente na melhoria da qualidade de vida do paciente. 

Além disso, também demanda menor quantidade de anestésico geral e de analgesia pós- operatória. Assim, a anestesia locorregional pode  permitir, a diminuição da sensibilização central à dor, minimização da reação tissular inflamatória e diminuição da dose e frequência dos analgésicos empregados no pós-operatório.

Por fim, tem o risco de complicações e morte em decorrência de anestesia muito menor do que se comparamos aos bloqueios gerais. 

A anestesia locorregional é uma demanda crescente em estabelecimentos veterinários devido ao seu baixo custo e suas vantagens para o paciente. Por isso, o médico veterinário que deseja atuar nessa área precisa estar capacitado e se sentir seguro para realizar o procedimento com segurança. 

Se você se interessou pelo assunto e quer se aprofundar, confira: 

Curso de Anestesia Locorregional em Pequenos Animais

Fonte: Escola de Veterinária- UFMG

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados