Casqueamento preventivo em bovinos: Qual o momento ideal para realizá-lo?

  •   
  •   
  • 637
  •  
  •  
  •  
  •  

O casqueamento preventivo é uma das principais maneiras de evitar as doenças dos cascos em bovinos. Mas, para a sua realização de forma correta é necessário a observação de alguns passos para que o problema não se agrave piorando o estado do animal.

Um dos principais motivos de descarte precoce de animais são os problemas podais. Por isso, o casqueamento preventivo é tão importante, realizá-lo regularmente proporciona mais saúde ao seu rebanho. Ainda mais, ele permite que você, produtor rural, aumente a sua lucratividade. Afinal, agir preventivamente custa bem menos do que tratar a lesão após ela ter ocorrido.

Embora o procedimento seja importantíssimo, muitos produtores ainda têm dúvidas de qual o momento ideal de realizar o casqueamento preventivo. Você também tem? Continue lendo esse artigo que vamos te explicar!

 

Qual melhor momento para realizar o casqueamento preventivo?

O melhor período para a realização do procedimento é ao final da lactação e início do período mais seco. Já que, nessa fase o animal é levado para um local seco e separado do rebanho, o que vai contribuir para a recuperação de seu casco.

É importantíssimo realizar o casqueamento nesse período. Pois, se for realizado em vacas em lactação ele vai retirar a camada mais resistente do casco e deixará o animal mais suscetível a novas lesões. Em resumo, basta seguir essas regras:

– Aguarde pelo menos 80 a 100 dias após o parto

– Faça o procedimento invariavelmente no período de secagem

– Realize o casqueamento preventivo ao menos duas vezes por ano

O casqueamento preventivo, juntamente com ações para a melhora da nutrição, conforto, qualidade e higiene do piso evitam algumas doenças dos cascos em bovinos. Mas, é preciso que você entre em ação aos primeiros sinais das afecções, quer saber quais? Trataremos desse assunto em seguida.

 

Principais sinais de doenças dos cascos em bovinos

Existem inúmeras alterações nos cascos de bovinos. Como por exemplo, o crescimento excessivo, feridas, desgastes anormais, bicheira. Todos esses problemas geram estresse ao animal, que consequentemente diminui a ingestão de alimentos, perde peso e reduz a produção de leite. Ou seja, gera prejuízos para você, produtor rural.

Dessa forma, é importante que você fique atento aos primeiros sinais das doenças, entre os principais podemos destacar:

– Claudicação

– Manqueira

– Relutância na locomoção

– Deformação dos cascos afetados

– Incapacidade de permanecer em estação

Já as principais doenças dos cascos são: lamite, úlcera de sola, doença da linha branca, dermatite digital, erosão de talão, hiperplasia interdigital, pododermatite e a podridão de casco.

Após ler até aqui, você deve estar se perguntando como prevenir esse problema, não é mesmo? Acompanhe no próximo tópico os principais cuidados para deixar seu rebanho livre desse tipo de enfermidade.

Prevenção é essencial para evitar as doenças dos cascos

Como as causas das enfermidades nos cascos dos bovinos são multifatoriais é importante agir com a prevenção. Isto é, adotar práticas preventivas e curativas pode trazer excelentes resultados para seu negócio, produtor rural.

Conheça alguns cuidados que podem prevenir as doenças dos cascos:

– Forneça uma dieta equilibrada e balanceada

– Proporcione ao seu rebanho conforto e bem estar

– Ofereça aos animais um ambiente limpo, higienizado e com o piso seco

E, não poderíamos deixar de destacar que é preciso que você, produtor rural, faça o casqueamento preventivo do rebanho. Então, se você quer ter um conhecimento aprofundado no assunto, veja essa dica:

Casqueamento Preventivo e Correção de Aprumos em Bovinos: Tudo que você precisa saber está aqui!

Fontes: Revista Agropecuária e Fundação Jorge
  • 637
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  

Artigos Relacionados