Dermatite digital em bovinos: sinais, prevenção e tratamento

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
Dermatite digital em bovinos

A dermatite digital em bovinos é a lesão podal mais comum em rebanhos. A enfermidade se dá a partir de um processo inflamatório na epiderme do espaço interdigital. Além de afetar negativamente o bem-estar animal, a dermatite gera inúmeras perdas ao sistema produtivo.

Seja nos rebanhos de leite ou de corte, pecuaristas, técnicos agrícolas e agropecuários devem saber reconhecer tanto o problema, bem como ter conhecimento suficiente para tratá-lo. Todavia, o mais importante é saber preveni-lo. A dermatite digital em bovinos está diretamente relacionada com o manejo adequado do gado. 

Confira algumas particularidades do assunto ao longo deste artigo e saiba como prevenir lesões no casco do seu rebanho. 

Principais sinais da dermatite digital em bovinos 

Causada pelas bactérias Dichelobacter nodosus e o Fusobacterium necrophorum, esta dermatite é uma infecção mista que pode aparecer na parte de trás do dedo do animal ou na parte da frente do dedo, na pele imediatamente acima do casco. 

A inflamação pode ter caráter agudo, subagudo e crônico, mas um dos primeiros sinais clínicos percebidos é a dificuldade de locomoção, caracterizado pelo claro desconforto ao andar. Outro sintoma bastante comum de se perceber é o odor fétido e a dor ao toque.

A lesão de dermatite digital apresenta umidade translúcida que se torna acinzentada no espaço interdigital. Já nos casos mais graves, pode ocorrer hiperplasia interdigital (calo ou fibroma). O animal pode, ainda, manifestar áreas necrosadas na pele, no tecido subcutâneo, nas bainhas tendinosas e nas cápsulas articulares e tendões.

Como tratar lesões no seu rebanho?

A evolução do tratamento da dermatite digital bovina costuma ser lenta, sendo recomendada aplicações de anti-sépticos à base de iodo e bacteriostáticos em pó, oxitetraciclina em pó ou sulfametazina, após realizar uma limpeza da área infectada. O edema deve, ainda, ser protegido com uma bandagem para melhor fixação da medicação.

Vale ressaltar que para obter eficiência, as aplicações devem ser feitas conforme exigência do fabricante. Também pode ser indicado o isolamento do animal infectado para que não haja contaminação nos demais bovinos do rebanho. 

Porém, a melhor maneira de tratar a dermatite digital é evitando que ela aconteça. Ou seja, por meio da prevenção. 

Dicas de prevenção da dermatite digital em bovinos

Por ser uma lesão relacionada com a falta de higiene ambiental e com a umidade, é fundamental que haja um manejo adequado, se preocupando em oferecer local limpo, arejado e seco aos animais, para evitar que traumas podais em terrenos acidentados aconteçam. 

Além disso, é imprescindível que seja feito o casqueamento preventivo no animal. A técnica é a aliada número um na prevenção das doenças dos cascos em bovinos e, consequentemente, entre os maiores motivos de descarte precoce de animais do rebanho. Agir preventivamente, mantendo uma rotina correta para o casco é mais barato do que tratar o problema ou, até mesmo, perder o animal.

Evite prejuízos por falta de conhecimento e aprenda agora como corrigir os principais defeitos dos cascos de bovinos com o conteúdo completo do Curso de Casqueamento Preventivo e Correção de Aprumos em Bovinos.

Fontes: LEÃO, M. A. et al. – Dermatite digital bovina: aspectos relacionados à evolução clínica, Revista Agropecuária, Milkpoint. 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados