Entrevista: Gestão em Laticínios

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A área de laticínios é uma das mais importantes do mercado brasileiro. Para a expansão de uma empresa é necessário avaliar diversos fatores que estão ligados, direto e indiretamente ao negócio. Tratando-se da indústria de laticínios, principalmente os pequenos e médios, é importante levar em consideração a sazonalidade da produção de leite, inconstância da qualidade da matéria-prima, e a falta de informação.

Durante a entrevista, o Sócio-diretor da Gestão Láctea, Juliano de Magalhães esclarece as dúvidas mais frequentes acerca desse assunto.

Confira a entrevista completa:

Para a expansão de uma empresa é necessário avaliar diversos fatores que estão ligados, direto e indiretamente ao negócio. Tratando-se da indústria de laticínios, principalmente os pequenos e médios, é importante levar em consideração a sazonalidade da produção de leite, inconstância da qualidade da matéria-prima, a falta de informação. A baixa capacitação dos responsáveis pela produção do laticínio desencadeia em falhas de planejamento, desconhecimento de ferramentas de apoio às tomadas de decisão, a ausência ou adoção de práticas rudimentares de controle contábil, o desconhecimento das dimensões da fábrica, das capacidades de seus equipamentos, das disponibilidades de recursos materiais e humanos e dos rendimentos dos produtos lácteos.

– Além do mix de fatores citados acima, quais os principais desafios e dificuldades enfrentados pelas indústrias do setor?

O setor de lácteos é muito pulverizado, existe um grande número de empresas pequenas, médias e grandes ofertando produtos similares em um mesmo mercado consumidor e também concorrendo em uma mesma bacia leiteira pela compra de leite. Isso torna o setor extremamente desafiador, pois não há espaço para erros. Se os pequenos quiserem concorrer com os grandes, eles precisam se comportar como tal. Isso significa que os laticínios precisam buscar elevada eficiência e eficácia na originação da matéria-prima, gestão de custos, gestão comercial e logística. A questão é que nem todas as empresas estão preparadas para essa realidade, então elas precisam se preparar para isso, se esforçando em criar um sistema de gestão robusto e um time capacitado e motivado para enfrentar esses desafios.

– Uma boa gestão envolve, necessariamente apenas questões financeiras dentro de uma empresa? Se não, quais outras questões podem ser levadas em consideração?

A gestão deve ocorrer dos fins para os meios. Sem dúvida a saúde financeira é um dos objetivos, pois sem lucro nenhuma empresa sobrevive. No entanto, para se ter resultado econômico-financeiro é preciso gerenciar seus clientes, seus processos internos e suas pessoas. Além do foco financeiro de curto prazo, as organizações precisam pensar no longo prazo, buscando a sustentabilidade em termos econômicos, sociais e ambientais.

– Pensando nos desafios do setor, quais são ações podem ajudar a obter uma boa gestão na indústria de laticínios?

A boa gestão é aquela que traz resultados sustentáveis para a empresa por meio das pessoas fazendo o que é certo. Acredito que existem três principais ações que devem ser realizadas para chegar a um bom nível de gestão. A primeira delas é a implantação de um método gerencial, como o PDCA por exemplo. As pessoas precisam de um método de solução de problemas para ajudar a encontrar a saída para os inúmeros problemas encontrados no dia a dia e esse método vai trazer o melhor resultado em um menor esforço. A segunda ação é o desenvolvimento da liderança. Toda empresa precisa de bons líderes para poder conduzir o time rumo aos resultados. A liderança é uma habilidade que pode e deve ser desenvolvida. Por último, cito a capacitação técnica da equipe como algo que deve ser praticado pelas empresas. É preciso conhecimento técnico dos processos para se resolver problemas.

– Como uma boa gestão pode garantir um crescimento da indústria de forma saudável?

Assim que a empresa estiver desenvolvendo as três ações citadas anteriormente, ela já vai ter a base necessária para se atingir resultados. Então chega a hora do desafio, das metas! É nesse momento que o sistema de gestão deve ser estruturado. Nesse sistema é definido as metas estratégicas de longo prazo e essas metas são desdobradas em metas anuais e metas do dia a dia. Dessa forma consegue-se alinhar toda a organização rumo aos objetivos e assim ocorre o crescimento saudável, dia após dia, por meio da melhoria contínua. Sem uma liderança forte, nada disso sai do lugar, por isso é tão importante o desenvolvimento desde já.

– Muitos problemas surgem quando pequenas e médias indústrias tomam a decisão de crescer ou expandir seus negócios. Quais são os principais pontos de atenção que devem ser observados nessa tomada de decisão?

O principal ponto que as pequenas e médias indústrias negligenciam no momento de expandir é o capital de giro. Na maioria das vezes os empresários estudam se existem mercado consumidor para absorver o aumento de produção, a possibilidade de aumentar a captação de leite, se existe espaço físico para aumentar a fábrica e, encontrando essa “viabilidade”, pegam grande parte do caixa da empresa ou empréstimos e investem na expansão. É aí que os problemas começam, pois, ao aumentar a produção, aumenta-se também a necessidade de capital de giro, já que normalmente os prazos médios de pagamento de fornecedores são menores que os prazos médios de recebimentos dos clientes, então o caixa começa a apertar. Para conseguir cumprir os compromissos dentro do prazo faz-se a antecipação de recebíveis com alguma instituição financeira, pagando juros altos. O que a gente tem notado nesses casos são despesas financeiras muito altas e muitas vezes, superando o lucro. Por fim, o empresário trabalha tanto para dar dinheiro às instituições financeiras, pois ele mesmo fica com pouco ou nada. Tudo isso é falta de planejamento, se a expansão for feita da forma correta, levando em consideração todos os aspectos, a chance de sucesso é muito maior.

– Existem dicas básicas para se seguir e tentar manter uma boa gestão na indústria dos lácteos?

Uma boa gestão é conseguida com dedicação e esforço ao longo do tempo. Nenhuma empresa se torna excelente de uma hora para outra, mas todas podem se tornar excelentes se houver foco, método e liderança. Existe uma dica que acho de extrema importância para as indústrias. Busquem medir tudo o que é importante para o negócio, afinal, quem não mede não gerencia. É importante medir o desempenho das vendas, as perdas e devoluções, as compras, os rendimentos, os custos e margens de cada produto, enfim, tudo o que acharem que impacta no resultado do negócio. A partir das medições é possível identificar oportunidades de melhoria, chamadas de lacunas. A busca dessas lacunas é que vai trazer melhoria de resultado.

 

Quer saber mais sobre a área de laticínios? Temos muito mais pra você, é só clicar aqui: Gestão de Laticínios!

 

FONTE: Silemg

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  

Artigos Relacionados