O que é e como funciona o exame de palpação retal em bovinos

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
O exame de palpação retal em bovinos é de extrema importância para o acompanhamento reprodutivo do animal, e exige muito conhecimento do médico veterinário.

Você sabe o que é e como funciona o exame de palpação retal em bovinos? Sabia que com ele é possível avaliar a condição reprodutiva e diagnosticar patologias que podem estar comprometendo a fertilidade do indivíduo e do rebanho?

Certamente você já deve saber que esse exame é realmente muito importante, acessível e que pode fornecer informações valiosas. Porém, para realizá-lo o médico veterinário precisa de muito conhecimento, habilidade e experiência.

Neste texto vamos explicar um pouco mais sobre esse exame, como deve ser feito e quais as vantagens que ele proporciona. Confira também porque é preciso estar capacitado para fazer o procedimento. Boa leitura!

O que é o exame de palpação retal em bovinos?

A palpação retal, também conhecida como palpação transretal ou toque, é o método de diagnóstico mais antigo da história. Esse exame que avalia os órgãos reprodutivos internos pode fornecer importantes informações sobre diversas situações em que se encontra a condição reprodutiva animal. 

O exame de palpação retal é um dos mais utilizados dentre os métodos de diagnóstico de gestação em vacas. Dessa forma, as principais biotécnicas reprodutivas como a Inseminação Artificial em Tempo Fixo e a Transferência de Embriões, também dependem da palpação.

Quando bem realizada, a palpação retal em bovinos é extremamente valiosa para o diagnóstico de gestação e de doenças reprodutivas, o que é muito importante para o manejo eficiente do rebanho. No entanto, em alguns casos essa técnica não é suficiente e outros métodos de diagnóstico complementares devem ser adotados para garantir a eficácia da avaliação. 

Como o exame deve ser feito?

O exame é realizado por meio da introdução da mão no reto do animal, e depois do antebraço e do braço pela região do cólon descendente. Assim, durante o exame o profissional deve usar luvas apropriadas para o procedimento, que precisam estar devidamente lubrificadas.

Antes de começar, é preciso conter o animal de forma segura, se paramentar, cortar as unhas e retirar qualquer tipo de adereço que possa machucar o animal. Também, deve-se realizar a higienização das mãos e braços, assim como do local onde o procedimento irá acontecer. 

A introdução da mão na porção retal deve ser feita de forma gradual (cada dedo por vez) ou com a mão em forma de cunha.  Depois, com movimentos suaves, a ampola retal deve ser esvaziada para facilitar a identificação das estruturas. 

A partir daí, o conhecimento da anatomia bovina é fundamental para localizar de forma precisa todas as estruturas do sistema reprodutor.

O processo exige muita habilidade, conhecimento e delicadeza para evitar qualquer tipo de ferimento e garantir ao máximo o bem-estar do animal. Além disso, deve ser feito com rapidez e sutileza para evitar acidentes e desconforto. 

Principais vantagens

Além de todo os benefícios já citados, a palpação retal em bovinos tem como principais vantagens:

  • Baixo custo;
  • Auxilia no manejo de biotecnologias da reprodução;
  • Possibilita a inspeção das estruturas genitais internas e dos órgãos ao redor; 
  • Auxilia no controle reprodutivo do rebanho;
  • Permite verificar o estágio do ciclo estral;
  • Avalia a viabilidade fetal;
  • Ajuda a estabelecer a possível causa de infertilidade;
  • Serve para estimar o tempo de gestação;
  • Orienta a assistência obstétrica;
  • Identifica as principais patologias do útero e dos ovários;
  • Auxiliar o diagnóstico de distúrbios puerperais;
  • Previne gastos desnecessários.

Importância da capacitação

O Brasil possui o maior rebanho comercial do mundo, são mais de 213 milhões de cabeças de gado. Só para se ter ideia, são mais bois e vacas do que gente. E com todo esse rebanho há uma grande demanda de serviços para profissionais veterinários que detêm conhecimento prático, em especial na área de reprodução bovina. 

Neste cenário competitivo do mundo veterinário, é imprescindível que o médico veterinário detenha conhecimento prático e experiência em palpação retal. Esse método é muito útil, contudo o veterinário deve possuir habilidade tátil e conhecer as alterações de forma e consistência dos órgãos internos para não machucar o animal. 

Ainda, deve saber relacionar estas alterações com as patologias reprodutivas, modificações uterinas decorrentes de gestação e das mudanças uterinas e ovarianas associadas a cada fase do ciclo estral. Além disso, precisa saber interpretar os resultados para a tomada de decisões.

Assim, somente com capacitação, o profissional vai estar preparado para a prestação de serviços nesta área lucrativa e que auxilia muito na eficiência reprodutiva do rebanho.

E você, quer aprender na prática a realizar Palpação Retal em Bovinos? No CPT Cursos Presenciais, você vai encontrar uma das melhores instalações do país com diversos troncos de contenção, número de animais suficientes para todos alunos e com professor altamente qualificado.

Clique aqui e veja mais informações!

Curso de Palpação Retal em Bovinos.


Fontes: Revista Veterinária, G1, Infoescola

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados