O que é nefrologia em pequenos animais: desafios e oportunidades na área

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
nefrologia em pequenos animais

A nefrologia em pequenos animais é uma área da medicina veterinária responsável por cuidar do sistema urinário. Comumente, pacientes chegam para atendimentos clínicos com sinais que evidenciam desordens no trato urinário.

Responsável por realizar atividades vitais e manter a fisiologia do organismo, esse sistema precisa de atenção e cuidados especiais. Continue a leitura deste artigo para saber mais detalhes sobre a área de nefrologia, alguns dos conteúdos estudados, assim como quais são as doenças tratadas, o conhecimento necessário e as oportunidades e desafios desse setor. 

Estudos de nefrologia em pequenos animais

Essa especialidade é dedicada ao diagnóstico, à prevenção e ao tratamento das doenças que atingem o trato urinário de cães e gatos. Animais com mais de cinco anos precisam realizar consultas com especialistas em nefrologia em média a cada seis meses. Durante os atendimentos, o médico veterinário fará a anamnese do paciente, bem como indicará a realização de diferentes exames para saber o estado de saúde do sistema urinário.

A checagem periódica envolve exames de sangue para avaliação da creatina e de exame de urina para averiguar presença de cristais, sangue ou infecções. Em casos de animais com histórico familiar de desordens no trato ou que já tiveram ocorrências de cálculos renais e infecções urinárias,  para prevenir novos episódios, são necessárias consultas frequentes. 

Doenças comuns diagnosticadas na área

Na nefrologia em pequenos animais, os especialistas realizam a prevenção, o diagnóstico e o tratamento de:

  • lesões renais agudas; doença crônica dos rins;
  • cálculos renais;
  • nefrites;
  • pressão alta;
  • infecções; 
  • casos de hemodiálise;
  • diálise peritoneal;
  • e transplantes.

Portanto, rins, ureteres, uretra e bexiga são os órgãos que constituem o foco de investigação desta área veterinária.

Conhecimentos necessários

A nefrologia em pequenos animais exige atenção, pois os sinais clínicos são silenciosos e vão se agravando com o passar do tempo. Por isso, trata-se de uma área em expansão, visando o cuidado preventivo dos cães e gatos. 

Durante os atendimentos, os tutores devem contar ao médico veterinário se o animal teve sinais clínicos comuns que evidenciam possíveis doenças renais. São eles:

  • mudanças na urina, como volume, frequência, cor, cheiro ou presença de sangue;
  • vômitos;
  • diarreia;
  • polidipsia;
  • diminuição do peso;
  • desânimo ou depressão;
  • latido ou miado durante a micção;
  • ulcerações na boca.

Além da investigação com base nos sinais clínicos do paciente, complementar com exames laboratoriais e checagem da pressão arterial é essencial. Então, para o diagnóstico assertivo e apurado, deve-se unir com os exames de imagem, como a ultrassonografia, durante as consultas, para saber a morfologia dos órgãos.

Oportunidades e desafios da nefrologia em pequenos animais

Portanto, buscando garantir a saúde dos animais, a nefrologia é uma área em crescimento na clínica veterinária. Por muitas vezes as doenças do trato urinário progredirem sem manifestação, os especialistas devem buscar conhecimentos a fim de garantir o bem-estar dos pacientes.

Quer ingressar na área de nefrologia em pequenos animais? Então, faça o Curso de Nefrologia e Urologia em Pequenos Animais e aprenda as bases gerais da área, aspectos da anatomia e da fisiologia do sistema urinário, formas de diagnosticar patologias e indicações de tratamento. 

Fontes: Revista Veterinária; Vet Quality; RenalVet; IEMEV.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados