Entenda as particularidades da oftalmologia felina

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
oftalmologia felina

A oftalmologia felina é uma área em expansão na medicina veterinária. Os olhos são órgãos delicados e, nos gatos, têm como característica específica a dificuldade de alcance da visão a objetos mais distantes.

Cabe destacar também que há raças com maior potencial genético para desenvolvimento de patologias nos olhos, como animais com focinho mais aplanado, por exemplo, a raça persa, podem apresentar problemas na visão. Além disso, o avanço da idade acarreta o desdobramento de enfermidades.

Neste artigo, saiba quais são as demandas da oftalmologia felina e a importância da capacitação profissional para prestar atendimento aos pacientes. Veja ainda algumas doenças recorrentes em gatos.

Demandas da oftalmologia felina

Com a quarta maior população de animais de estimação do mundo, é importante mencionar o crescimento da área de oftalmologia felina no Brasil ao longo dos anos. Em razão dessa expansão, as demandas estão cada vez maiores nas consultas médicas. Isso se deve ao fato de que os gatos apresentam doenças oftalmológicas específicas e que necessitam de avaliações médicas rigorosas para identificá-las. Com análises realizadas cuidadosamente por um especialista na área, é possível atestar o diagnóstico com precisão e prescrever o tratamento mais adequado para o paciente.

A maior atenção dos tutores aos sinais clínicos que evidenciam algum problema é fundamental para a tomada de decisão rápida na procura por um especialista. O animal precisa ter acompanhamento frequente ao veterinário, assim como deve-se evitar sua criação solta pelas ruas, dado os riscos à saúde do gato.

Alguns sinais clínicos sugerem a necessidade imediata de acompanhamento, como aumento da frequência de piscação dos olhos (blefarospasmo), quando se observa assiduidade no lacrimejamento (epífora) e dificuldade com a luz (fotofobia). Na clínica médica, as queixas frequentes envolvem também olhos avermelhados, com tamanhos e formatos diferentes do habitual ou com alguma mancha, irritação nas pálpebras, secreção e dificuldade para caminhar por estar colidindo com objetos. A seguir, veja algumas das doenças que atingem os olhos dos gatos.

Patologias comuns na clínica médica

A oftalmologia felina lida com patologias diferentes no cotidiano clínico. Contudo, algumas doenças são mais recorrentes, como:

  • Catarata
  • Ceratite herpética
  • Glaucoma
  • Úlceras de córnea
  • Uveíte

Catarata 

Agindo de modo silencioso, a catarata pode atingir gatos de qualquer idade e pode levar à cegueira. O tratamento cirúrgico impede o avanço do problema.

Ceratite

Causando inflamação nos olhos, a ceratite é originada por traumas e, até mesmo, pela localização dos cílios. O tratamento é feito com uso de fármacos antibióticos. 

Glaucoma

Quando a pressão dos olhos está alterada, o animal sofre com glaucoma. Se não tratado, pode causar cegueira, visto que as células do nervo óptico vão sendo afetadas e mortas. É uma patologia mais comum em animais idosos, no entanto, há medicação para tentar controlar o avanço.

Úlceras

As úlceras são categorizadas conforme a profundidade do ferimento. Para cuidar, o médico pode indicar medicamento ou cirurgia. 

Uveíte

A uveíte, por sua vez, afeta a úvea, uma região dos olhos composta pela coroide, cílios e íris, causando inflamação. Isso acontece em decorrência de outros problemas infecciosos ou traumáticos nos olhos do animal.

Normalmente a oftalmologia felina está inserida dentro da oftalmologia veterinária. Portanto, para absorver as demandas dessa área é essencial estar capacitado.

O Curso de Oftalmologia em Pequenos Animais oferece aulas práticas para você aprender sobre as principais doenças oculares que atingem cães e gatos. Aperfeiçoar seus conhecimentos nessa área possibilitará atendimentos mais precisos para seus pacientes.

Fontes: Portal Melhores Amigos; Vetquality.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 10 de setembro de 2021

Artigos Relacionados