Piometra em cadelas: Doença silenciosa que pode levar a óbito rapidamente

  •   
  •   
  • 1.3K
  •  
  •  
  •  
  •  

A piometra em cadelas é pouco conhecida, mas uma doença grave e relativamente comum, que se não for tratada rapidamente, pode até levar à morte do pet. Em resumo, a enfermidade é uma infecção bacteriana no útero, devido a um estímulo hormonal prolongado.

Animais com mais de 5 anos de idade são mais suscetíveis a apresentar a enfermidade. Porém, a piometra em cadelas pode afetar qualquer fêmea que atingiu a maturidade sexual. Por isso, é preciso ficar atento a doença! Nesse artigo vamos te explicar tudo de maneira simplificada, vamos lá?

Afinal, o que é piometra em cadelas?

De uma maneira simples de te explicar, a doença nada mais é do que uma infecção uterina que ocorre durante o período de cio da cadela, na qual seu útero fica mais exposto e suscetível a ser contaminado pelas bactérias.  

Essas bactérias se alojam no endométrio (tecido mole que reveste as paredes internas do útero). E mais, graças ao excesso do hormônio progesterona aumentam a espessura do revestimento do útero da cadela e isto faz com que exista um ambiente ideal para sua proliferação das bactérias, desencadeando assim o processo da infecção.

Outro ponto importante é que a chances de contágio aumenta caso a cadela tenha cios seguidos sem engravidar. Antes de mais nada, ela pode ser de dois tipos:

Aberta: Geralmente, apresenta corrimentos vulvares purulentos após dois meses que a cadela entrou no cio.

Fechada: Por ser silenciosa, ou seja, não há corrimento, nem demonstrações evidentes pode ser mais perigosa. Já que, o tutor pode não perceber que a doença está em uma fase mais avançada.

Como ocorre?

A piometra em cadelas acontece devido a uma alteração metabólica da progesterona, que causa uma infecção bacteriana. Em momentos que os hormônios estão mais elevado no sangue, são os que as bactérias mais atuam. Pois, são nesses períodos que as defesas do útero diminuem.

Para resumir a atividade hormonal pode causar cistos no endométrio, que em conjunto com a entrada de bactérias favorece o aparecimento da doença e da infecção. Ainda mais, em algumas ocasiões o organismo do pet responde de forma inadequada à progesterona, gerando um aumento significativo nas paredes uterinas. Isto é, se não houver uma gravidez.

A utilização de contraceptivos também favorece o aparecimento da piometra em cadelas. Acima de tudo, devido à presença de progestogênios e estrogênios.

Principais sinais da piometra em cadelas

Os sinais da enfermidade não são específicas, mas os animais acometidos podem apresentar:

– Febre

– Fraqueza

– Desidratação

– Falta de apetite

– Micção frequente

– Secreção vaginal

– Maior consumo de água

– Aumento do volume abdominal

É importante lembrar que os sinais podem piorar conforme a doença vai avançando. Bem como, levar a cadela ao óbito, sendo assim é importante ficar atento logo aos primeiros sinais da enfermidade.

Vaginite Canina: Manual completo para o diagnóstico

Diagnóstico e Tratamento

Para diagnosticar a piometra em cadelas, além da anamnese, você médico veterinário, pode solicitar a ultrassonografia e/ou radiografia da região abdominal. Ainda, existem alguns profissionais que decidem realizar exames de sangue para considerar a gravidade e o prognóstico do caso.

Já para o tratamento, quando a patologia está em um estágio mais grave, medicamentos antibióticos e anti-inflamatórios são ineficientes. Porque, para proteger o embrião, o útero da cadela repele elementos externos. Então, nesses casos é mais recomendado a intervenção cirúrgica para remover o órgão afetado.

Como prevenir a doença?

A única forma de prevenir a piometra em cadelas é realizando a castração. Assim, o estímulo e o local onde a infecção pode ocorrer serão removidos. Por falar em castração, você, médico veterinário, já conhece a castração com a técnica do gancho?

A castração com a técnica do gancho é a evolução! Com ela, a cirurgia é menos agressiva o que torna a recuperação do paciente mais rápida e eficaz.

Como o caso da piometra em cadelas é uma cirurgia de urgência, você médico veterinário, de consegue realizar esse procedimento com segurança?

Se você respondeu não, sem problemas! Tenho uma dica que é certeira: CAPACITAÇÃO. Só que como um profissional exigente, você merece o melhor, dê uma olhadinha:

Curso de Cirurgias de Urgência em Pequenos Animais

Fontes: Meus Animais e Tudo sobre Cachorros

  • 1.3K
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Pequenos Animais

Atualizado em: 10 de julho de 2019

Artigos Relacionados