Como é feita a sexagem fetal em bovinos e qual a sua importância?

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

A sexagem fetal em bovinos é uma estratégia que vem se tornando cada vez mais comum no Brasil. Isto se deve ao fato de sua grande relevância para o manejo que visa o aumento da eficiência reprodutiva dos rebanhos. 

Identificando precocemente o sexo dos fetos bovinos, fica muito mais fácil planejar o rebanho e a comercialização tanto das gestantes quanto dos fetos. Assim, o produtor tende a aumentar o retorno financeiro investido e alcançar lucros de forma acelerada.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste artigo vamos abordar a importância de fazer a sexagem fetal, como e quando ela deve ser feita e quais os métodos usados. Confira!

Como é feita a sexagem fetal em bovinos?

sexagem fetal em bovinos- macho
Sexagem fetal em bovinos- macho

A ultrassonografia ou ecografia é o método mais apropriado para realizar a sexagem fetal. O exame ultrassonográfico oferece muitas vantagens, já que o procedimento é seguro, não invasivo, não causa nenhuma dor ao animal e geralmente dura apenas poucos minutos. Além disso, o profissional tem como benefício uma avaliação completa, ágil e confiável.

Para realizar o exame, o veterinário deve primeiramente localizar o feto e em seguida a posição dos tubérculos genitais (TG) , tendo como ponto de referência a cabeça, batimentos cardíacos, cauda e o cordão umbilical.

O TG é uma estrutura bilobulada, com aparência semelhante a duas barras paralelas ovais hiperecoicas, e eco-densa. Ele existe em ambos os sexos, sendo que na fêmea se desenvolverá e dará origem ao clitóris e no macho irá se desenvolver e dar origem ao pênis. Na fêmea, o TG fica situado entre os membros posteriores e no macho fica na base da inserção do umbigo.

Para ajudar na identificação, além do TG, outros elementos podem ser observados pelo profissional durante o exame, como as glândulas mamárias nas fêmeas. Já nos machos, pode ser observado a presença do prepúcio  caudal junto ao cordão umbilical e da bolsa escrotal entre os membros posteriores.

sexagem fetal em bovinos- fêmea
Sexagem fetal em bovinos- fêmea

Dependendo da posição do feto, da idade gestacional ou da condição corporal da matriz, a visualização pode ser prejudicada. Contudo, independente desses fatores, o exame exige do operador, conhecimentos sólidos de anatomia e fisiologia equina, além de habilidade e experiência com o equipamento para a correta interpretação da imagem. 

A eficácia do diagnóstico também vai depender da qualidade do equipamento e das condições de trabalho.

Quando pode ser feita? 

A idade gestacional mais indicada para realizar a sexagem por meio da ultrassonografia ou da ecografia é de 60 a 70 dias, isso porque nesse período já é possível visualizar os tubérculos genitais (TG) evitando diagnósticos equivocados. 

Dependendo da habilidade do médico veterinário, a sexagem pode ser feita entre 55 e 75 dias de gestação, sem comprometer os resultados.     

Portanto, antes do 50º dia de gestação o feto ainda está muito pequeno e as estruturas anatômicas responsáveis pela identificação do sexo ainda não podem ser visualizadas. E, depois de 75 dias, a posição do feto se altera e se torna mais complicado observar. Depois disso, somente nas últimas semanas de gestação é possível confirmar o sexo do feto bovino.                                                                    

Importância de realizar a sexagem fetal  

O exame de sexagem fetal apresenta diversas vantagens para o manejo reprodutivo, entre elas: 

  • A chance de eliminar a prenhez de um sexo indesejado; 
  • Melhor expectativa acerca da dificuldade do parto, já que os partos distócicos são mais comuns com fetos machos, e nesse caso merecem ainda mais atenção;
  • Planejar melhor o rebanho, concentrando os machos no gado de corte e as fêmeas no rebanho leiteiro ou de corte de elite;
  • Programar a formação de planteis;
  • Comercializar receptoras de embriões com prenhez do sexo desejado;
  • Realizar contratos de vendas futuras baseado na quantidade de fêmeas ou machos esperados;

Além disso, sabendo antecipadamente o sexo do feto, o produtor vai possuir um dado preciso que pode ajudar a decidir se devo ou não comercializar aquele animal. Com essa informação, fica muito mais fácil atender às necessidades do comprador e também do vendedor.

Como visto, a sexagem fetal em bovinos é muito importante por ser muito vantajosa para o manejo reprodutivo. A técnica é simples, porém exige conhecimento apurado de quem a utiliza para garantir um diagnóstico preciso.

Quer aprender a realizar o diagnóstico de sexagem fetal de forma segura e ainda aumentar sua lucratividade? Então invista no curso de Ultrassonografia na Reprodução Bovina do CPT Cursos Presenciais e aprenda na prática essa técnica lucrativa, moderna, não invasiva e de alta precisão. 

Para mais informações clique aqui.

Fontes:

Shop Veterinário, CARNEIRO, Beef Point, Ouro Fino

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados