Ultrassonografia na reprodução bovina: o básico para começar!

  •   
  • 441
  •  
  •  
  •  

A ultrassonografia na reprodução bovina é uma excelente aliada para obtenção de melhores resultados e eficiência. É um recurso que proporciona ao médico veterinário recursos para realizar o diagnóstico precoce de gestação, sexagem fetal e avaliações reprodutivas. Sem dúvidas, é justamente pela sua praticidade e versatilidade que o ultrassom veterinário é essencial para os profissionais que almejam se destacar.

A ultrassonografia é essencial para quem trabalha nessa área. Aliás, produtores e médicos veterinários que não adotam essa tecnologia ficam para traz quando o assunto é eficiência e rentabilidade.

Por isso, para dar início a conversa precisamos dizer que sim, dominar o uso do ultrassom veterinário é extremamente importante para o médico veterinário. E, você sabe as principais vantagens de realizá-la? É sobre isso que trataremos no próximo tópico. Continue a leitura!

Principais vantagens da ultrassonografia na reprodução bovina

Ultrassonografia na reprodução bovina

O uso do ultrassom possibilita um melhor controle do manejo reprodutivo do rebanho. Pois, o quanto antes a prenhez for identificada maiores são as chances de minimizar os custos de produção e identificação o quanto de animais com problemas gestacionais.

Muito além do diagnóstico precoce de gestação, possível entre o 17 a 19 dias pós-fecundação, quando falamos de equipamentos com o recurso doppler, a ultrassonografia ainda permite o acompanhamento eficaz da gestação, permitindo uma monitoração eficiente do desenvolvimento do rebanho.

Com isso, certamente, com a ultrassonografia na reprodução bovina é possível realizar:

  • sexagem fetal em torno de 50 dias após fecundação;
  • desenvolvimento embrionário;
  • determinação do número de fetos;
  • confirmação da viabilidade fetal;
  • reconhecimento de gestação gemelar;
  • acompanhamento gestacional durante todo período

No entanto, o uso da ultrassonografia da reprodução bovina não se restringe à gestação. Trata-se de uma uma importante ferramenta em todo ciclo reprodutivo, uma vez que permite ao médico veterinário fazer:

  • avaliação do desenvolvimento folicular e corpo lúteo, essencial para biotécnicas reprodutivas;
  • identificação de possíveis patologias do trato reprodutivo;
  • auxílio no diagnóstico de alterações patológicas de útero e ovário;
  • estudo da fisiologia ovariana e uterina durante o ciclo estral e gestação;
  • realização do exame andrológico para verificação da fertilidade do macho;
  • auxílio na aplicação de biotécnicas reprodutivas: IATF, transferência de embriões, fertilização in vitro, dentre outras.

Que ela é um método de diagnóstico não invasivo, você já sabe não é mesmo? Mas, outra vantagem que não podemos deixar de destacar é que o uso do ultrassom pode ser utilizado também em campo para fornecer diagnósticos imediatos na maioria dos casos.

O diagnóstico de gestação é uma das aplicações mais rotineiras da ultrassonografia na reprodução bovina. Pois, o ultrassom reúne praticamente todos os requisitos técnicos básicos de um bom método para diagnóstico de gestação. Você quer saber como ela pode te ajudar a aumentar seus resultados? Confira o próximo tópico!

Como a ultrassonografia pode potencializar seus resultados?

Que o ultrassom se tornou uma ferramenta fundamental para a vida de um veterinário, você já sabe! Porém, para o médico veterinário que atua com reprodução bovina ele é, com certeza, indispensável. Se você, médico veterinário, quer alcançar uma maior eficiência reprodutiva você precisa utilizá-la.

O principal motivo do aumento dos seus resultados com a ultrassonografia é que com as ela avaliações reprodutivas são mais rápidas. Assim, você tem a agilidade e a certeza para a tomada de decisão no manejo reprodutivo.

Afinal, qual produtor ou criador que não quer resultados precisos, rápidos, e um excelente custo-benefício? Ainda mais, quando essa decisão pode proporcionar ganhos de desempenho reprodutivo que interferem diretamente em seu lucro final.

Qualquer diagnóstico com um ultrassom veterinário pode reduzir algumas horas sua de trabalho. Com ele, você potencializa seus resultados porque facilita tanto os procedimentos quanto na realização de diagnósticos.

Por que todo médico veterinário precisa saber realizar o procedimento?

O Brasil possui o maior rebanho comercial de gado bovino do mundo, com mais de 220 milhões de cabeças, possuindo uma elevada demanda dos serviços veterinários para diagnósticos de patologias reprodutivas, gestação e diversos outros tipos de atendimentos neste segmento.

Conhecer as técnicas da ultrassonografia é um pré-requisito básico para qualquer veterinário que deseja atuar com reprodução de bovinos. Além de conhecê-las é preciso entender interpretar cada achado nas imagens com segurança. Dessa forma, a qualificação profissional se torna papel fundamental nesse processo.

Para te ajudar entender um pouco mais sobre o assunto, veja essa videoaula com o Professor Giancarlo Magalhães, especialista em Reprodução Bovina do CPT Cursos Presenciais:

Capacitação em ultrassonografia na reprodução bovina

Como vimos, para começar a atuar com ultrassonografia na reprodução bovina é preciso muita prática para que você analise todas as imagens do ultrassom veterinário. Por isso, é fundamental o médico veterinário tenha um treinamento intensivo para desenvolver as habilidades necessárias para avaliação das estruturas internas do animal e possíveis alterações. Assim, relacioná-las com possíveis patologias reprodutivas ou modificações uterinas decorrentes de uma gestação

Como você já viu, o mercado da bovinocultura está aquecido. Sendo assim, é uma área bem concorrida. Então, só é possível alcançar sucesso na prestação de serviços neste setor quando se tem a qualificação necessária.

Se você sente falta desse conhecimento técnico e prático no assunto, veja essa dica de sucesso:

Curso de Ultrassonografia na Reprodução Bovina

  • 441
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados