Biotecnologia de transferência de embriões em rebanhos bovinos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A transferência de embriões (TE) em bovinos é uma biotecnologia baseada no princípio da multiplicação da progênie das fêmeas pré-selecionadas e que são consideradas superiores dentro do rebanho.

A técnica se difundiu com rapidez devido às vantagens proporcionadas através do procedimento, como o melhoramento genético rápido e eficaz, maiores ganhos econômicos são observados na propriedade o que acarreta consequentemente uma lucratividade significativa que muitas vezes compensa ao produtor a prática da TE.

A aplicação da TE por ter um custo relativamente caro, é mais recomendável em rebanhos amplos que tem variabilidade genética de grande valor comercial.

O primeiro passo do procedimento é a escolha das fêmeas que serão as doadoras e receptoras o controle zootécnico, sanitário e nutricionaldevem ser considerados e observados nestes casos. O segundo passo é a coleta de embriões das doadoras e o terceiro passo é transferência dos embriões para as receptoras ou o congelamento do material para futuro uso.

O melhoramento genético nos rebanhos bovinos proporciona o melhor aproveitamento das qualidades da fêmea escolhida como doadora, multiplicando seu material genético significativamente, o que não seria possível na reprodução comum. As vantagens obtidas pela TE são a seleção de mães de touros para inseminação; aumento do número de descendentes geneticamente superiores; redução do intervalo entre gerações e aumento da velocidade do melhoramento.

É preciso que os profissionais que trabalham com a TE sejam capacitados e bem treinados, pois a técnica é complexa e requer experiência e habilidade, além de todos os cuidados higiênicos e materiais, dessa forma o sucesso do procedimento será garantido.

Saiba Mais sobre a  importância da TE na Reprodução Bovina.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 8 de outubro de 2018

Artigos Relacionados