Brasil quer importar fertilizantes do Irã2

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A cooperação entre Brasil e Irã no setor agropecuário foi tema do encontro do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, e o embaixador do Irã, Mohsen Shaterzadeh, nesta quarta-feira (23). Stephanes demonstrou interesse em importar fertilizante iraniano. “Mais da metade do que precisamos, temos que importar. O País importa, hoje, 15 milhões de toneladas de fertilizantes e o Irã é forte em nitrogenados”, afirmou. Shaterzadeh informou que o Irã possui interesse em atender a essa necessidade do Brasil e que, por outro lado, os alimentos produzidos no País têm espaço no golfo Pérsico, onde a população chega a 350 milhões de habitantes em países como Omã, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Qatar, Bahrein, Kuwait, Iraque e Irã. O Irã comprou do Brasil, em 2007, mais de US$ 1,5 bilhão em produtos do agronegócio. Já o Brasil importou, no mesmo período, US$ 3,8 milhões. A transferência de conhecimento tecnológico também esteve na pauta do encontro. Segundo o embaixador, o Irã tem cinco mil pesquisadores e, por isso, quer realizar cooperação técnica com o Brasil nos setores de biotecnologia e produção de vacinas veterinárias. Além disso, o Irã pretende incrementar a produção de milho e soja com o know-how brasileiro. O próximo passo para o entendimento Brasil e Irã será a apresentação formal das prioridades pelos ministros da Agricultura dos dois países, para assinatura do acordo de cooperação. (Da Redação)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 23 de julho de 2008

Artigos Relacionados