Carne bovina: Mato Grosso do Sul e Tocantins mais próximos de exportar para Chile

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Chile julgou satisfatória a situação sanitária de Mato Grosso do Sul e Tocantins para o reconhecimento do status sanitário de livre de febre aftosa com vacinação. Essa decisão passará a valer, após publicação do relatório no Diário Oficial da União chileno. Assim, MS e TO estarão aptos a exportar carne bovina in natura para àquele país. A informação é do chefe da delegação chilena, do Serviço Agrícola e Pecuário (SAG, sigla em espanhol), José Herrera, que, após 12 dias de missão no Brasil, reuniu- se, nesta sexta-feira (6), com o secretário de Defesa Agropecuária, Inácio Kroetz, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em Brasília. Segundo Kroetz, no período de 16 a 24 de novembro outra missão chilena virá ao Brasil. “Na ocasião, serão inspecionados os estabelecimentos de abate e de processamento de carne bovina, com objetivo de habilitar frigoríficos desses estados, principalmente, para exportar carne para o Chile ”, explicou. Hoje, nove estados estão autorizados Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Rondônia, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 8 de outubro de 2018

Artigos Relacionados