Carne: exportação para a União Européia pode crescer 20%

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A liberação de 287 municípios mineiros para exportação de carne bovina para a UE (União Européia) pode aumentar em 20% as vendas do Estado para o bloco. A avaliação é do secretário de Estado de Agricultura, Gilman Viana Rodrigues. Segundo ele, as propriedades interessadas em exportar para a UE precisam se adequar ao Sisbov (Sistema de Rastreamento do Rebanho) e passar por auditorias do IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária). Desde 1994, municípios mineiros das regiões Sudoeste, Sul e Central estavam proibidos de exportar para a UE por causa de focos de febre aftosa registrados no ano anterior. Mesmo com o reconhecimento da OIE (Organização Internacional de Saúde Animal) de área livre de febre aftosa com vacinação para todo o Estado, a UE mantinha a sanção para 287 municípios, tanto para propriedades quanto para frigoríficos. “Agora temos uma situação uniforme”, comenta Gilman Viana.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 8 de outubro de 2018

Artigos Relacionados