Ciclo longo e chuvas atrasam colheita no país

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A colheita de algodão está em ritmo lento no país, sobretudo no Mato Grosso e em Goiás, respectivamente primeiro e terceiro maiores estados produtores nacionais. O atraso reflete as chuvas sobre as regiões produtoras e um ciclo de desenvolvimento mais longo da pluma. Levantamento da Safras&Mercado mostra que 58% da safra brasileira foram colhidas até a semana passada – no mesmo período do ano passado 70% dos trabalhos estavam concluídos. No Mato Grosso, que responde por mais de 50% da produção nacional, os volumes colhidos totalizam 60%. Mas o que mais chama a atenção dos produtores este ano é o ciclo mais longo para o desenvolvimento do algodão. "Isso tem ocorrido em regiões de maior altitude", explica Miguel Biegai, especialista em algodão da consultoria Safras&Mercado. Segundo Biegai, em regiões mais altas o desenvolvimento da pluma é mais lento porque as noites são mais frias. É o caso do algodão plantado em Goiás. “O algodão de regiões mais altas, onde o ciclo é longo, apresenta uma qualidade melhor, com pluma mais fina”, explica. São Paulo e Paraná praticamente já finalizaram os trabalhos. Estas informações foram retiradas do Valor Econômico

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 18 de agosto de 2008

Artigos Relacionados