Cuidados com a limpeza dos equinos e materiais utilizados

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Dentre os cuidados destinados aos cavalos está a limpeza dos animais, que está relacionada com o modo de vida e com a raça (tipo) de animal. O animal que passa muito tempo ao ar livre necessita de mais gordura sobre o pelo, ficando assim impermeável, já o animal que vive estabulado deve ser limpo mais profundamente.

Os materiais utilizados na limpeza dos animais devem ser individuais, evitando assim infecções e transmissão de doenças. No estojo de limpeza dos equinos deve conter: um ferro de cascos; uma cardoa, escova de pelos compridos e duros, utilizada para a limpeza geral do pelo; uma brussa, escova de pelos curtos e macios, utilizada para tirar o pó e a gordura; uma almofada para limpar as escovas; um pente ou escova de plástico para pentear crina e a cauda; repelente de insetos; compressas de algodão descartáveis que se molhem para lavar olhos, narinas e zona do ânus.

Também podem fazer parte do estojo de limpeza, unto para os cascos, tesouras de rombas que servem para ripar e acertar crinas e cauda, uma luva de crina que serve para remover nódoas e um pano macio para limpar o pó do pelo, deixando-o brilhante.

Os cascos dos cavalos semi-estabuldos devem ser limpos todos os dias, verificando as ferraduras; escovar os pelos tirando toda a sujeira, evitando assim que o animal se machuque; lavar os olhos, narinas e zona do ânus. Se o animal for castrado, a bragada deve ser limpa com água morna.

Alguns cuidados devem ser tomados durante a limpeza, facilitando o trabalho e tornando-a mais eficiente: limpar o animal estabulado fora da boxe, para não largar o pó no seu interior; limpar o animal de cima para baixo, usando sempre a mão do lado do corpo do cavalo; ao usar a cardoa tenha gestos curtos e leves levantando-o no final para sacudir o pó do pelo; utilize a brussa com gestos curtos mas não tão leves e limpe-a na almofada cada 3 ou 4 passagens.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 8 de outubro de 2018

Artigos Relacionados