Diagnóstico de gestação em bovinos: 2 técnicas que você precisa saber

  •   
  •   
  • 656
  •  
  •  
  •  
  •  

Quando o assunto é diagnóstico de gestação em bovinos a precocidade é fundamental. Já que, quanto antes a prenhez for identificada maiores são as chances de minimizar os custos de produção, tanto no descarte de animais improdutivos quanto rever algum tipo de problema gestacional, caso tenha ocorrido.

Ainda mais, com o diagnóstico de gestação em bovinos precoce é possível manejar melhor o rebanho com planejamento de alocação correta, nutrição balanceada para ganhar a tão famosa e desejada eficiência reprodutiva.

A área da reprodução bovina chama atenção de muitos médicos veterinários pelo fato de ser rentável. E, para você, médico veterinário, que atua ou deseja ingressar na reprodução bovina, não basta apenas conhecer as biotécnicas reprodutivas precisa saber identificar a prenhez com precocidade, segurança e eficácia do mesmo.

Quer conhecer as duas técnicas de diagnóstico de gestação em bovinos? Continue lendo esse artigo!

 

Diagnóstico de gestação por palpação retal

É um método antigo, porém ainda muito utilizado para diagnosticar a prenhez a partir dos 45 dias após a fecundação, seja por monta natural ou inseminação artificial. Quando bem executada, é um segura e confiável

Considerado um dos exames mais tradicionais, a palpação retal consiste na introdução da mão e do braço do médico veterinário pelo reto do animal. Por isso, é necessário deter o conhecimento profundo sobre a anatomia dos órgãos internos vaca.

Com a palpação retal é possível:

– Assistência obstétrica

– Estimativa da idade fetal

– Avaliação da fase do ciclo estral

– Averiguar as causas de infertilidade

– Diagnosticar patologias uterinas e ovarianas

– Realizar a verificação da saúde interna do animal

É importante lembrar que se você, médico veterinário, deseja atuar com reprodução bovina precisa dominar a palpação retal. Dado que, outras biotécnicas reprodutivas como IATF avançado, ultrassonografia, transferência de embriões e aspiração folicular para FIV também dependem da palpação.

Para um diagnóstico preciso da prenhez da vaca, além da palpação retal a técnica da ultrassonografia é muito utilizada. Então, veja mais sobre o assunto a seguir.

 

Ultrassonografia

Por ser uma técnica moderna, precisa e não invasiva a utilização da ultrassonografia para o diagnóstico de gestação em bovinos está cada vez mais difundida. Sem dúvida, quando ela é corretamente aplicada, apresenta alta precisão permitindo:

– Confirmação da viabilidade fetal

– Determinação do número de fetos

– Avaliações reprodutivas de forma rápida

– Diagnóstico precoce da gestação entre o 17º e 19º dia pós-fecundação

A ultrassonografia na reprodução bovina apresenta grande eficácia, visto que possibilita a visualização em tempo real das estruturas analisadas. Entretanto, para o uso adequado da técnica é imprescindível a correta interpretação das imagens formadas. Assim como, o apropriado manuseio dos aparelhos. Dessa forma, é preciso investir em capacitação profissional.

Só que não adianta dominar as técnicas de diagnóstico gestacional se você não sabe os motivos que podem diminuir a eficiência reprodutiva do rebanho, não é mesmo? É sobre isso trataremos na sequência.

 

Fatores limitantes da eficiência reprodutiva em bovinos

Você já ouviu falar que a gestação de uma vaca começa pela boca? De fato, isto é a mais pura realidade. Uma boa nutrição é um dos pilares essenciais para alcançar um bom desempenho no processo reprodutivo bovino. Aliás, o manejo nutricional realizado de maneira incorreta é um das causas mais predominantes dos baixos índices de prenhez do rebanho brasileiro.

Quando o animal apresenta alguma deficiência nutricional, seu organismo interrompe atividades consideradas como “secundárias” como é a reprodução e se preocupam apenas com atividades básicas de sobrevivência.

Quer saber mais sobre como a nutrição pode ser um grande aliado para você conquistar maiores índices de prenhez? Dê uma olhadinha nesse artigo:

[Reprodução Bovina] Veja como a nutrição influencia diretamente na eficiência reprodutiva do rebanho

Só que não podemos deixar de lado o manejo sanitário. Por certo, proporcionar um local adequado e limpo para os animais os previne de adquirir doenças infecciosas que podem afetar o aparelho reprodutivo impedindo a fecundação, causando abortos, natimortos ou nascimento de bezerros fracos.

Agora que você já sabe de tudo isso deve estar se perguntando se a área de reprodução bovina realmente compensa financeiramente. Daremos prosseguimento sobre isto no próximo tópico.

 

Mercado de atuação para médico veterinário na reprodução bovina

O Brasil tem o maior rebanho bovino comercial do mundo com mais de 220 milhões de cabeça de gado. Ou seja, a demanda de serviços para o rebanho bovino é grande. É por isso mesmo que a reprodução bovina é uma das áreas mais rentáveis da medicina veterinária!

Se você quer (assim como muitos veterinários) aumentar sua lucratividade com a reprodução bovina precisa saber realizar o diagnóstico com os dois métodos. Visto que, não existe um método de diagnóstico de gestação em bovinos ideal e, sim o mais adequado para cada situação.

Você pode dominar a palpação retal e a ultrassonografia e ser um expert na área com essas dicas de sucesso:

 

Curso de Palpação Retal em Bovinos

Curso de Ultrassonografia na Reprodução Bovina

Fontes: VetSmart

  • 656
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  

Artigos Relacionados