Escovação dentária: cuidado essencial com os dentes dos cães e gatos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

A Associação Brasileira de Odontologia Veterinária (ABOV) aponta que doença periodontal é a que mais afeta os animais de pequeno porte, como cães e gatos. A periodontite é a doença de gengiva, mas além dela também se destacam as fraturas, tártaro e mau hálito entre as doenças bucais que atingem os bichinhos.

A prevenção das doenças acontece através dos cuidados com a escovação e alimentação dos animais. Vale ressaltar que, introduzir a escovação ainda quando filhotes, facilita a aceitação da mesma. Evitando assim, procedimentos de raspagem de tártaro e tratamento de canal que, apesar de serem indolores, precisam de anestesia geral.

A escovação dentária é recomendada todos os dias evitando que sejam desenvolvidas as doenças já citadas. Porém, se for inviável, ela deverá ser feita pelo menos três vezes durante a semana. Os ossos e petiscos também podem ajudar a limpar os dentes e melhorar o hálito doas animais, porém, é importante lembrar que ossos naturais, mesmo cozidos, não são recomendáveis, uma vez que podem causar fraturaras os dentes.

Para acostumar os animais a escovar os dentes existem algumas técnicas de escovação que poderão ser seguidas: passar a escova pelo lado de fora, perto da boca do animal, familiarizando-o com o objeto, evitando a mordida; integrar o momento a brincadeiras, petiscos e carinhos e recompensá-lo de alguma forma após o término; massagear a gengiva e os dentes; faça a escovação através de processos crescentes (2 dentes, 4 dentes, sucessivamente); o animal deve gostar do creme dental que deverá ser específico para bichos; analise a boca do animal, a língua deve estar vermelho vivo e os dentes não podem estar amarelados.

Observando sempre a boca do animal e seguindo os cuidados adequados os bichinhos terão maior qualidade de vida.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 6 de fevereiro de 2013

Artigos Relacionados