Inseminação Artificial em Animais: Biotecnologia Utilizada na Reprodução

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A inseminação artificial é uma biotecnologia utilizada na reprodução por motivos variados, dentre estes, os fatores comportamentais, as tentativas de acasalamento no momento errado e a incompatibilidade anatômica entre macho e fêmea.

A inseminação artificial é uma ferramenta do melhoramento reprodutivo que aumenta até 90% da taxa de sucesso da fertilização e consiste na deposição do sêmen do macho no trato reprodutor da fêmea durante a fase do ciclo estral.

O método de coleta mais utilizado é a massagem digital, existindo outros como a vagina artificial e a eletro-ejaculação, este utilizado apenas em pesquisas de base para a conservação de cães selvagens.

Depois de uma prévia avaliação, os animais são encaminhados para a determinação da data da inseminação. Os machos são avaliados por meio da espermograma, avaliando a qualidade, mobilidade, concentração e volume do sêmen. Já as fêmeas precisam fazer a citologia vaginal e dosagem hormonal, verificando o seu período fértil.

Na inseminação de cachorros o sêmen também pode ser utilizado fresco, resfriado ou congelado, assim como acontece para os bovinos.

As vantagens da aplicação da técnica é que ela evita doenças sexualmente transmissíveis como a brucelose, TVT (tumor venéreo transmissível), acidentes e traumas para os animais.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 14 de junho de 2013

Artigos Relacionados