Insumos: Mapa publica a normativa "Linha Verde"

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Documento reduz a burocracia alfandegária de 45 produtos importados pelo setor de alimentação animal. Após longa jornada de discussões, estudos e pedidos junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o setor de alimentação animal comemora a publicação da Instrução Normativa nº 40 – a chamada "Linha Verde". O Sindicato Nacional das Indústrias de Alimentação Animal (Sindirações), um dos principais líderes na discussão da criação da "Linha Verde", acredita que esse é um grande passo para aumentar a competitividade do setor. A lista inicial pré-aprovada pela Vigilância Agropecuária, que compreende produtos tradicionalmente importados pelo Brasil e com baixo risco sanitário, pode sofrer modificações a qualquer momento. Como a lista é dinâmica e disponível no portal do Mapa – www.agricultura.gov.br, menu Vigilância Sanitária -, o setor pode ser beneficiado com mais agilidade na importação de insumos. Para o diretor-executivo do Sindirações, Ariovaldo Zanni, a aprovação do procedimento "Linha Verde" é uma realização que atende os esforços de alinhamento entre o governo e o empresariado, porque "dá sustentabilidade a cadeia de suprimento e garante a produção de alimentos seguros, além de reduzir as taxas aduaneiras que penalizam o setor". Segundo Ariovaldo, o Sindirações busca agora a redução da burocracia nas importações. "Procuramos obter maior agilidade na emissão dos documentos de autorização para importação. Queremos diminuir as exigências e informatizar o processo", explica.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 19 de setembro de 2018

Artigos Relacionados