O leite do futuro

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

O leite do futuro se destaca por uma maior qualidade do que quantidade, em relação ao preço. O leite do futuro tende a ser cada vez mais natural, alguns produtores vem produzindo o leite orgânico que possui grande quantidade de gordura e proteína, principalmente a proteína beta-caseína A2 que é mais fácil de ser digerida.

No Brasil é utilizado muito o cruzamento do Gir com o Holandês, mais esse cruzamento não favorece os requisitos para o leite do futuro pois, apesar da raça Holandesa ser a maior produtora de leite do mundo, não produz sólidos, gorduras e proteínas. O gado de origem europeia também não é referência para o leite pois, produzem muita quantidade da proteína beta-caseína A1.

Segundo pesquisas que vem sendo realizadas em relação à qualidade do leite, o cruzamento do Guernsey e do Gir produziria leite de altíssima qualidade grosso, gostoso e livre de proteínas causadoras de alergia. O que vem a ser um grande ganho, visto que, 10% da população brasileira é alérgica ao leite de vaca.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 6 de Maio de 2013

Artigos Relacionados