Produtor do Norte de Minas pede recurso para matéria-prima

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os produtores rurais do Norte de Minas vão precisar, neste ano, de R$ 25 milhões para viabilizar o plantio de 25 mil hectares de mamona, girassol, sorgo e cana-de-açúcar, visando a produção de matéria-prima para o abastecimento da usina de biodiesel que a Petrobras inaugura ainda este mês em Montes Claros. Segundo o gerente regional da Epamig (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais), Marco Antônio Viana Leite, a previsão é de que os recursos para o plantio das lavouras sejam viabilizados pelos bancos do Nordeste e do Brasil. As negociações já foram iniciadas e, além de técnicos da Epamig, os entendimentos envolvem dirigentes da Petrobras e do Idene (Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais). A usina de biodiesel da Petrobras no Norte de Minas, cujo investimento do governo federal chega a R$ 73,4 milhões, terá capacidade para beneficiar anualmente 50 mil toneladas de oleaginosas e de produzir 57 milhões de litros de biocombustível. Leite assegura que o Norte de Minas tem grande potencial para a produção de matéria-prima voltada para a produção de energia limpa.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 12 de setembro de 2018

Artigos Relacionados